astigmatismo tem cura

Astigmatismo tem cura? Conheça os tratamentos que existem

5
(1)

O astigmatismo pode ter cura através da cirurgia refrativa. Além disso, existem vários tratamentos que tornam possível conviver com esse problema de visão.

Porém, é importante saber que o astigmatismo não tem cura por si só, pois trata-se de uma deformação na curvatura da córnea. As cirurgias refrativas são a única forma de remodelar a curvatura da córnea e, então, curar o astigmatismo. 

Todavia, nem todo mundo pode estar apto a fazê-la. Além da cirurgia, o astigmatismo pode ser corrigido através do uso de óculos de grau e lentes de contato. De forma resumida, essas são as maneiras de se tratar o astigmatismo.  Mas vamos falar um pouco mais sobre elas no artigo de hoje.

O que é astigmatismo?

O astigmatismo  acontece devido a uma imperfeição da curvatura da córnea do globo ocular, que provoca um erro de refração, fazendo com que as imagens fiquem distorcidas e nossa visão embaçada. Portanto, quem tem astigmatismo, tem o formato da córnea parecido com uma bola de futebol americano, com algumas áreas mais “rasas” e outras mais “fundas”. Consequentemente, a luz se propaga de maneira mais difusa, causando diversos pontos de foco de luz, quando  o normal seria que houvesse apenas um ponto de foco na retina do olho.

 

Por essa razão, se você tem astigmatismo, sua visão fica distorcida, seja para curta ou longa distância.  Também explicamos o que é astigmatismo em nossa série do Youtube sobre o tema. Clique a seguir para assistir. 

Causas do astigmatismo

Embora as causas do astigmatismo sejam desconhecidas, o que sabe sobre essa condição é que ela pode surgir assim que nascemos ou ao longo da infância e adolescência.

Quem tem doenças oculares, como ceratocone e pterígio, podem desenvolver o astigmatismo decorrente dessas doenças. Isso acontece, porque o ceratocone é uma alteração na estrutura da córnea, que a torna mais cônica. Já o pterígio (popularmente conhecido como “carne dos olhos”) é uma lesão que cresce sobre a córnea em direção à pupila.

Sintomas do astigmatismo

O principal sintoma do astigmatismo é a dificuldade de enxergar tanto de perto, como de longe. Por isso, é normal sentir a vista cansada e dores de cabeça, por forçar a visão. Inicialmente, o paciente pode não sentir sintomas, mas, conforme o astigmatismo vai avançando, alguns sinais também aparecem.

Os sintomas mais comuns são:

  • Visão desfocada de objetos
  • Sensibilidade excessiva à luz (fotofobia)
  • Dificuldade para distinguir letras (ex: H,M,N) ou números (8,0)
  • Não visualizar nitidamente as linhas retas
  •  Dores de cabeça
  • Olhos vermelhos
  • Sensação de vista cansada

astigmatismo tem cura

Caso você esteja com algum desses sintomas, é recomendável procurar por um oftalmologista de sua confiança e fazer um exame de vista. 

 Como tratar o astigmatismo? 

Existem várias opções de tratamento para o astigmatismo bastante eficazes. Podemos corrigir esse problema de visão com:

  • lentes de contato
  • cirurgia refrativa 
  • uso de óculos de grau

As lentes de contato para astigmatismo são do tipo tóricas (cilíndricas) e possuem  diferentes espessuras na superfície. Isso faz com que o formato irregular da córnea seja compensado.

Já as cirurgias são métodos mais permanentes, mas não são para todos. A cirurgia refrativa é feita em pessoas acima de 21 anos de idade e que o grau já esteja estabilizado pelo menos por 6 meses. Normalmente, utiliza-se laser (cirurgia LASIK) ou lente intraocular neste procedimento. Caso você tenha medo de cirurgia, os outros tratamentos também são eficazes, mas não são definitivos. Por isso é sempre importante consultar o oftalmologista para fazer a melhor escolha para o seu caso. 

A cirurgia LASIK

Esse é o tipo de cirurgia amplamente usado para corrigir problemas de visão causados por erros de refração, dentre eles o astigmatismo. A cirurgia LASIK funciona da seguinte forma: um dispositivo a laser irá raspar algumas camadas da córnea, que fica sobre a pupila, fora do olho. Todo o procedimento não leva muito tempo.

Mesmo após a cirurgia refrativa, sua visão pode não ficar 100% perfeita, mas com certeza o seu grau irá diminuir. No entanto, nem sempre os médicos indicam a cirurgia LASIK. Separamos alguns motivos para você saber. São eles:  

  • Se você tem uma doença, ou está tomando um medicamento que pode afetar a cicatrização de feridas.
  • Se o seu grau de astigmatismo ainda não se estabilizou. Ou, há pouco tempo você precisou trocar as lentes do seu óculos por mudança de grau nas lentes.
  • Se você já fez um procedimento LASIK.

É apenas seu médico de confiança que poderá dizer se você pode ou não fazer a cirurgia refrativa. Por isso, não deixe de tirar todas as suas dúvidas com ele.

Lente intraocular

A  lente intraocular é uma lente artificial. Ela é aplicada através de uma cirurgia para substituir o nosso cristalino, que é a lente natural do nosso olho. Esse é um procedimento usado para corrigir problemas de visão que surgem com o tempo, por exemplo, a catarata. Porém, o implante de lente intraocular se mostra bastante eficaz na correção de vários problemas de visão, como miopia, hipermetropia, presbiopia e também , o astigmatismo.

Primeiramente, durante o procedimento, as lentes naturais dos olhos são extraídas por um procedimento chamado faco emulsão. Logo depois, o médico insere a  lente intraocular exatamente no local onde ele retirou a lente natural.

É importante ressaltar que esse é um procedimento que pode durar a vida inteira. Se você não se acostumar, você pode pedir pra reverter o procedimento. Lembre-se também que por se tratar de um procedimento cirúrgico, existem alguns riscos envolvidos.  Por isso, é sempre importante consultar o seu oftalmologista. Afinal, é ele quem vai indicar o que é melhor para você.

Óculos de grau para astigmatismo

Considerando que a cirurgia é uma forma de tratamento de alto custo, os óculos de grau são a opção de tratamento para o astigmatismo mais acessível. Assim como as lentes de contato, as lentes para óculos que corrigem o astigmatismo são as do tipo lentes cilíndricas.

Existem diversas opções de lentes para astigmatismo no mercado. Por isso, para ficar mais fácil de te explicar as opções que existem, vamos dividir todas as opções em:  lentes para até 2 graus de astigmatismo, e lentes para mais de 2 graus de astigmatismo.

Lentes para óculos para até 2 graus de astigmatismo

Confira as lentes indicadas em casos de até 2 graus de astigmatismo.

  • lentes CR-39, conhecidas também como lentes de acrílico ou Orma: são as mais acessíveis e, geralmente, não acompanham todos os tratamentos que garantem conforto e proteção para os olhos.
  • lentes de Policarbonato: são lentes mais resistentes, finas e leves. Geralmente mais indicadas para até 2 graus de astigmatismo. Mas, você pode usá-las para graus maiores também. Geralmente acompanham os tratamentos essenciais como antirrisco, antirreflexo e proteção 100% UV
  • lentes 1.61: são lentes de resina, consideradas de médio índice de refração. São leves e mais finas, e podem acompanhar todos os tratamentos disponíveis em lentes para óculos, por exemplo, antirreflexo, antirrisco, proteção 100%UV, camada liporrepelente e hidrorrepelente, que facilitam a limpeza das lentes. Também podem vir acompanhadas com o filtro de luz azul. 

Lentes para óculos para mais de 2 graus de astigmatismo

Já para casos com mais de 2 graus de astigmatismo,  confira  quais são as lentes indicadas.

  • lentes 1.67: são lentes de resina, consideradas lentes de alto índice de refração. Portanto, são lentes mais finas e leves. Elas são indicadas para mais de 2 graus de astigmatismo. Podem acompanhar diversos tratamentos, dependendo da marca e modelo escolhido.
  • lentes 1.74: são lentes de resina de alto índice de refração, consideradas bem mais finas. São mais indicadas para quem tem alto grau de astigmatismo e está em busca de óculos mais finos. A principal desvantagem é seu preço. Afinal, as lentes 1.74 estão disponíveis no mercado por um preço bem elevado.
  • lentes 1.76: são as lentes de resina mais finas do mundo. Conseguem proporcionar óculos mais finos, mesmo para grau alto de astigmatismo. Elas estão disponíveis exclusivamente pela internet em nosso site

Veja nossa imagem de comparação de lentes que corrigem o grau de astigmatismo

comparacao entre lentes para astigmatismo

Agora que você já sabe quais são as principais lentes de óculos para o astigmatismo, que tal aprender a ler sua receita de óculos? Assim, você pode conferir na sua receita se precisa de óculos para astigmatismo. 

Já sabe como vai tratar seu astigmatismo?

Neste artigo, tentamos te explicar que há cura e formas de tratamentos para o astigmatismo. E que um dos maiores aliados para tratamento do astigmatismo é o óculos de grau. Por isso, é importante fazer visitas periódicas ao oftalmologista. Assim, você acompanha a evolução do seu grau, além de manter seu grau sempre atualizado.

A nossa missão aqui na Lenscope é levar saúde ocular para todo o Brasil, de maneira acessível. Por isso, nós somos uma Health Tech que acredita que compartilhar informações sobre saúde visual te dá mais poder para fazer escolhas cada vez mais conscientes. 

Conheça nossas opções de lentes e faça um orçamento agora mesmo, sem compromisso, para suas lentes de astigmatismo.

E se quiser ficar por dentro de todas essas notícias, novidades e dicas, é só assinar a nossa newsletter. Assim você não perde nenhum conteúdo! 

Atualizado em 03/09/2021.

orcamento óculos para astigmatismo

Fontes:

American Optometric Associatoin

Mayo Clinic

WebMed

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *