Café faz mal

Café faz mal aos olhos: alto consumo de cafeína pode aumentar os riscos de glaucoma?

3.7
(3)

De acordo com estudo científico recente, o alto consumo de café faz mal aos olhos e pode gerar como resultado danos, inclusive glaucoma.

Continue a leitura e entenda a pesquisa que relaciona café com problemas na visão.

Café faz mal: a cafeína pode aumentar o risco de glaucoma?

Pesquisa aponta que quem consome muita cafeína tem maiores chances de ter glaucoma. Isso se a pessoa possui histórico familiar da doença.

Nesse sentido, Louis Pasquele, professor de oftalmologia do Mount Sinai Health Systema, na cidade de Nova York, recomenda àqueles que possuem pais ou irmãos diagnosticados com glaucoma que reduzam a quantidade de cafeína ingerida.

Ao passo que o consumo recomendado pelo especialista é de até duas xicaras de café por dia. Ele afirma, “É uma sugestão. Não é algo gravado na pedra, mas se você estiver interessado em reduzir o risco da doença, é algo que eu definitivamente consideraria.”

Desse modo, para ajudar a responder a dúvida, o médico, juntamente com outros pesquisadores, analisou registros de mais de 100 mil pessoas. As informações analisadas vieram do UK Biobank, uma grande pesquisa executada no Reino Unido.

Os registros continham informações a respeito:

  • dos genes dos pacientes,
  • quantidade de chá ou café ingerida,
  • sua pressão ocular e
  • se possuem diagnóstico de glaucoma.

Logo, indicaram que a cafeína juntamente com os genes eleva o risco de glaucoma mais do que os genes separadamente.

De acordo com publicação na revista Ophthalmology, pessoas com fatores genéticos de pressão intraocular e que disseram consumir aproximadamente três xícaras de café por dia apresentaram maior risco de glaucoma, quase quatro vezes, em comparação com as com baixo risco genético que bebem o mínimo ou nenhuma cafeína.

Contudo, segundo Asaf Achiron, oftalmologista da Sackler Faculty of Medicine em Tel Aviv, Israel, mudar o consumo de cafeína não é tratamento para o glaucoma.

Ele ainda afirma que em estudo da relação entre estilo de vida e pressão ocular a cafeína não teve um grande efeito para a maioria das pessoas.

Ainda assim, levando em consideração a informação, segundo ele, é razoável mencionar a descoberta científica aos pacientes.

Sabe o que é glaucoma?

Glaucoma é uma doença que afeta o nervo óptico, por vezes provocada pelo aumento da pressão no interior do olho devido ao efeito do acúmulo de fluido.

Desse modo, não sendo tratada, pode ocasionar a perda de visão ou cegueira. Porém, mesmo não tendo cura, existem diversas formas de diminuir a pressão ocular e, portanto, minimizar a perda da visão.

Segundo estudo da University of Science, realizado em clínicas de oftalmologia na Malásia, foi possível identificar relação da doença com a depressão em pacientes adultos com glaucoma agudo.

Isso porque, de acordo com os especialistas, participantes da pesquisam com glaucoma em estágio terminal apresentaram percentual mais elevado de depressão em relação aos demais.

O optometrista, Dr. Mark Eltis afirma que “O glaucoma é geralmente progressivo e até mesmo a ideia de perder a visão (quanto mais experimentá-la) pode ser psicologicamente traumatizante”.

Ao mesmo tempo que a doença é mais recorrente em idosos, embora seja raro, também pode atingir pessoas de qualquer idade, inclusive crianças.

O glaucoma infantil pode ser classificado em alguns tipos:

  • primário congênito – é o tipo mais comum da doença em crianças, representando de 50% a 70% dos casos de glaucoma infantil. Por isso, o ideal é que essa condição seja detectada em exames realizados desde o nascimento até a primeira infância.
  • secundário – pode ocorrer logo após a cirurgia de correção da catarata ou até mesmo em anos depois. 
  • juvenil de ângulo aberto – é geralmente diagnosticado entre os 4 e 35 anos de idade. Entre os principais fatores de risco para esse tipo estão a miopia e hipertensão ocular.

Tanto nos adultos, quanto nas crianças, a doença por vezes não apresenta sintomas, por isso é importante realizar exames oftalmológicos de rotina e informar seu médico de qualquer alteração ou desconforto que surgir.

Glaucoma é grave: veja campanhas de prevenção e combate

O diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento da doença e para que o paciente tenha sua visão preservada.

Sendo assim, as campanhas de conscientização atuam com o objetivo de informar mais pessoas a respeito da doença e, como resultado, aumentar as chances de prevenção e combate do glaucoma.

Nesse sentido, campanhas como o maio verde mobilizam a população, profissionais e instituições de saúde com ações que visam combater a doença.

Só para exemplificar entenda o cenário no:

  • Brasil – mais de 1 milhão de pessoas são afetadas pela doença, segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Glaucoma.
  • mundo – a doença é a maior responsável por causar cegueira irreversível.
  • planeta – 64 milhões de pessoas desenvolveram alguma deficiência visual devido ao glaucoma, conforme estima a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os impactos provocados pela doença são grandes, como podemos notar. Por isso, o assunto merece atenção.

Portanto, mesmo com diagnóstico da doença é possível evitar sua progressão e a cegueira irreversível. Mas o tratamento do paciente, geralmente à base de colírio, é para toda a vida.

Café faz mal para a visão? Como anda seu consumo de cafeína?

Bons hábitos alimentares, a prática de atividade física e, principalmente, consultas ao oftalmologista para check-ups anuais são imprescindíveis para cuidar da sua visão e combater possíveis doenças.

Por exemplo, você já sabia que assim como o café faz mal, o cigarro faz mal para os olhos também? Os cigarros possuem toxinas que elevam o risco de perda da visão.

Por isso é importante ficar bem-informado e atendo à rotina, pois algumas escolhas não beneficiam nossa saúde. 

Em contrapartida, existem muitas coisas boas que você pode fazer pela saúde do seu corpo. Uma delas é consumir vitamina para os olhos, pois várias estão presentes em alimentos do dia a dia como cenoura, abóbora, espinafre, nozes, tomate, pimentão, etc.

Além disso, aposte nos benefícios do óleo de rícino para tratar condições como:

  • catarata,
  • infecções oculares,
  • olhos secos,
  • olheiras e
  • olhos irritados.

Ademais, desde que a pandemia iniciou, o novo normal tem impactado diretamente nas rotinas e com isso, as queixas de vista cansada são cada vez mais frequentes.

Então, outra dica para a saúde dos seus olhos é reduzir o tempo em frente as telas, pois, principalmente durante a pandemia, exageramos no uso de dispositivos como celular e computador.

Quer dar mais um passo para a saúde dos seus olhos?

Realize nosso teste de visão.

café faz mal - teste de visão

Com ele você pode checar como anda sua visão testando a graduação de miopia e astigmatismo dos seus olhos.

Faça agora mesmo. É online e gratuito!

Enfim, estamos sempre trazendo informação e antenados nas descobertas mais recentes da área médica para te ajudar a cuidar da saúde dos seus olhos.

Conta pra gente o que achou desse tema. Você já sabia que o café faz mal aos olhos? Queremos ler seu comentário.

Fontes:

Webmd.com

Miamiherald

News-medical

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *