Calendário de vacinação

Calendário de vacinação contra Covid-19: doenças oculares estão na lista de comorbidades?

5
(1)

Várias pessoas possuem mais de uma doença, pois é normal que alguns grupos e determinadas idades sejam mais vulneráveis a patologias. Sendo assim, elas têm comorbidades.

Entenda quais doenças fazem parte da classificação do governo para o calendário de vacinação contra a Covid-19 e, principalmente, se você faz parte dela.

O que é comorbidade para vacinação contra Covid-19

Afinal, comorbidade é a união de duas ou mais doenças. Ou seja, quando uma pessoa tem patologias associadas. Por exemplo: hipertensão e diabetes em um mesmo indivíduo.

Pessoas com deficiência permanente, gestantes, puérperas com até 45 dias pós-parto e pessoas com comorbidades, incluindo algumas doenças raras devem ser priorizadas, segundo estratégia de vacinação contra a Covid-19 definida pelo Ministério da Saúde.

A priorização considera a idade e risco maior de gravidade e morte pela doença.

O governo disponibilizou uma lista com 22 doenças entre as prioridades para imunização contra o novo coronavírus. Confira se você pertence ao grupo que pode receber vacina:

  • Hipertensão arterial resistente (HAR);
  • Cardiopatia hipertensiva;
  • Hipertensão arterial estágio 3 ou grave;
  • Qualquer tipo de diabetes;
  • Hipertensão arterial leve e moderada, associada a outra comorbidade ou lesão nos chamados órgãos-alvo, como coração, cérebro, vasos sanguíneos, olhos e rins;
  • Pneumopatias crônicas graves;
  • Síndromes coronariana;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Doença renal crônica;
  • Arritmias cardíacas (batimentos cardíacos irregulares);
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
  • Anemia falciforme;
  • Valvopatias – doenças associadas às válvulas do coração que complementam o fluxo de sangue;
  • Cardiopatia congênita – doença que afeta a circulação do sangue;
  • Miocardiopatias e pericardiopatias – doenças que danificam o músculo cardíaco de quaisquer causas ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática;
  • Doença cerebrovascular, como AVC isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório, demência vascular;
  • Dispositivos cardíacos implantados, como marcapasso, cardiodesfibrilador, ressincronizador, assistência circulatória de média ou longa permanência;
  • Imunossuprimidos, como transplantados, pacientes com câncer e HIV positivo;
  • Cirrose hepática;
  • Obesidade mórbida: IMC (índice de massa corpórea) igual ou superior a 40;
  • Síndrome de Down.

É necessário comprovar a comorbidade

Pessoas que se encaixam no grupo das comorbidades podem comprovar a sua condição pelo pré-cadastro do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ou de alguma unidade de saúde do SUS.

Porém, quem não tiver a inscrição, para ser contemplado no calendário de vacinação de forma prioritária pode apresentar, no momento da vacinação, um comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco, como:

  • laudo médico,
  • exames,
  • receitas ou
  • relatórios de prescrição médica,
  • entre outros.

No caso das pessoas com deficiência permanente, é preciso apresentar comprovante de cadastro no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Sobretudo, para receber as doses, além da documentação já citada, também são válidos os cadastros existentes em Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Aproveite a visita e entenda sobre astigmatismo e outros problemas oculares no nosso canal no Youtube. 

Continue a leitura abaixo.

Pessoas com problemas oculares são prioridade no calendário de vacinação?

Em síntese, a reposta para essa dúvida frequente é: não. Pois nos protocolos de vacinação emitidos pelos órgãos responsáveis (tanto a nível federal, quanto estadual) não há nenhuma menção que se refere a pessoas com problema de visão em alto grau ou em tratamento ocular.

Pessoas que realizaram transplante de córnea têm prioridade na vacinação?

Segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), a taxa de transplantados infectados pela Covid-19 que evoluem para óbito é de 20%, enquanto esse número está em torno de 2,4% na população geral.

Assim, por terem maior risco de morrer de Covid-19 é que os pacientes transplantados precisam integrar a fila de prioridade da vacina, conforme defende a ABTO.

Isso porque o paciente que recebe um transplante de órgão necessita de remédios imunossupressores por toda a vida para evitar que o organismo rejeito o novo órgão.

De acordo com especialistas, esses medicamentos enfraquece o sistema imunológico o que torna esses pacientes mais vulneráveis a infecções. Desse modo, a infecção por Covid-19 é provável ser mais grave nesse grupo.

Porém, segundo informação da Fiocruz, a prioridade se estende a quem transplantou órgãos sólidos – aqueles que ficam localizados no tórax e no abdômen, como:

  • coração
  • pulmões 
  • rins

Sendo assim, o transplante de córnea não entra nessa classificação de prioridade no calendário de vacinação.

Contudo, se a pessoa foi submetida ao transplante recentemente ou ainda está em tratamento de rejeição, a recomendação dos especialistas é conversar com seu médico para decidir o momento ideal de ser vacinada.

Deficiente visual tem direito a prioridade no calendário de vacinação?

Sim. Pessoas com deficiência permanente devidamente cadastradas no BPC (benefício concedido a pessoas com renda familiar mensal de até ¼ de salário mínimo por pessoa) se enquadram na lista de prioridade do governo.

As demais pessoas com deficiência permanente serão contempladas no seguimento da campanha de vacinação.

Dessa forma, o grupo é prioridade após conclusão da vacinação dos idosos (maiores de 60 anos) e do grupo de comorbidades, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Pessoas em pós-operatório de cirurgias oculares são prioridade no calendário de vacinação?

Ao que tudo indica: não. Pois não há nenhuma menção sobre esse tema nos protocolos de vacinação.

Ainda existem poucas comprovações de que doenças nos olhos são fatores de risco para Covid-19.

Contudo, pacientes em home care (atendidos pela Secretaria no sistema de cuidados domiciliares) foram recentemente reconhecidos como prioridade no calendário de vacinação, segundo nota divulgada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF).

Enquanto aguarda a vacina, use a prevenção como aliada.

Definitivamente, a prevenção e os cuidados ao usar máscara são importantes para manter a saúde.

Atualmente existem diversos modelos de máscara no mercado. De modo geral, a máscara Lupo tem sido uma das mais usadas por adultos. Do mesmo modo, existe uma variedade enorme de máscara infantil.

Tudo isso com o objetivo principal de diminuir os níveis de contaminação do vírus. Com certeza alguma dessas opções vai te atender.

E principalmente, não descuidar da higiene constante, não apenas das roupas e sapatos, como também das mãos.

Além disso, se você usa óculos, lembre-se de limpar frequentemente seu acessório. Para isso, o recomendado é usar produtos adequados, como o limpador de óculos e flanela de microfibra, por exemplo.

Durante o período de isolamento social algumas doenças tiveram aumento significativo no número de casos. Uma delas é o estrabismo, como resultado da alta exposição às telas de aparelhos eletrônicos.

Nesse sentido, as consultas médicas regulares também fazem parte dos cuidados com a saúde. E, principalmente nesse período de pandemia, você pode optar pelo formato de teleconsulta.

Por fim, você pode dar mais um passo para a sua saúde agora mesmo.

Tem miopia ou astigmatismo? Realize nosso teste de visão online e gratuito.

Em poucos minutos você checa como está sua visão. Os resultados são seguros e precisos.

calendário de vacinação - teste de visão

Mas e então, já conhecia todas as doenças que fazem parte do calendário de vacinação?gostou do conteúdo? Deixe seu comentário abaixo. 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *