canal lacrimal entupido

Canal lacrimal entupido: causas, sintomas e como tratar

4.2
(48)

O canal lacrimal entupido é uma condição que ocorre quando o sistema de drenagem do olho para lágrimas está parcial ou completamente obstruído. Dessa forma, as lágrimas não podem ser drenadas normalmente e isso provoca sintomas como olhos lacrimejantes, irritados ou com infecção crônica.

Esta condição é comum em recém-nascidos e geralmente melhora sem nenhum tratamento durante o primeiro ano de vida. Porém, em adultos, um canal lacrimal entupido pode ser devido a uma lesão, uma infecção, ou, raramente, um tumor. Além disso, o canal lacrimal entupido tem alguns fatores de risco e pode ainda desenvolver complicações oculares. Por isso é importante saber a hora certa de procurar um médico.

Sintomas de canal lacrimal entupido

Olhos lacrimejantes e lágrimas escorrendo dos olhos estão entre os sintomas mais comuns do canal lacrimal entupido.

Contudo, também podem ocorrer outros sintomas como:

  • Vermelhidão e irritação do olho afetado;
  • Muco ou secreção saindo do olho;
  • Formação de crosta nas pálpebras;
  • Infecções oculares, como conjuntivite ou olho-de-rosa;
  • Visão embaçada;
  • Dor e inchaço do canto interno do olho;

É importante ter em mente que resfriado, infecção sinusal ou infecção ocular também podem causar olhos lacrimejantes. Ou seja, este não é um sintoma exclusivo do canal lacrimal entupido. Além disso, a exposição ao vento ou à luz solar intensa também pode causar rasgos excessivos.

O mesmo acontece com o inchaço ao redor dos olhos e a vermelhidão, pois eles também podem ser o resultado de outras condições como uma lesão no olho que pode ou não afetar os canais lacrimais. Se o canal lacrimal bloqueado for o resultado de uma infecção bacteriana, é possível que ocorra febre junto com outros sintomas. 

Como funciona o canal lacrimal?

As glândulas lacrimais estão localizadas dentro das pálpebras superiores, acima de cada olho, e são responsáveis pela produção de maior parte das lágrimas. Normalmente, as lágrimas fluem das glândulas lacrimais para a superfície do olho. Em seguida elas escorrem para as aberturas (pontos) nos cantos internos das pálpebras superiores e inferiores.

Os pontos levam a pequenos canais (canalículos) que movem as lágrimas de uma bolsa para um reservatório na lateral do nariz (bolsa lacrimal). A partir daí, descem por um duto (o duto nasolacrimal) e drenam para o nariz. Uma vez no nariz, elas são reabsorvidas.

Um entupimento pode ocorrer em qualquer ponto do sistema de drenagem lacrimal, desde o ponto até o nariz. Quando acontece um canal lacrimal entupido, as lágrimas não drenam adequadamente, causando lacrimejamento e aumentando o risco de infecções e inflamação ocular. Alguns fatores podem ser responsáveis pelo o entupimento do canal lacrimal. Saiba mais a seguir!

Causas para canal lacrimal entupido

Entre os motivos para a ocorrência de canal lacrimal entupido estão:

  • Infecção dos olhos; 
  • Infecção do sistema dos dutos lacrimais ou das vias nasais; 
  • Lesão ou trauma no olho (O trauma pode ser tão pequeno quanto a entrada de alguma sujeira ou outras partículas estranhas em seu olho, ou tão sério quanto uma pancada na cabeça que fere o olho ou a órbita);
  • Nariz quebrado;
  • Tumores (mesmo não canceroso, um tumor pode causar o bloqueio do canal lacrimal se estiver em qualquer lugar dentro ou próximo ao sistema de drenagem do canal lacrimal); 
  • Pólipos nasais;
  • Quimioterapia para tratamento de câncer (o canal lacrimal entupido é um possível efeito colateral destes tratamentos);
  • Não desenvolvimento do duto lacrimal (em crianças).

É importante ficar atento em casos de canal lacrimal entupido, pois pode haver algum fator de risco por trás da ocorrência. 

Fatores de risco para canal lacrimal entupido

Algumas condições aumentam o risco de ocorrência do canal lacrimal entupido. Entre eles estão:

  • Infecções crônicas nos olhos ou nas vias nasais: Estas condições podem causar episódios frequentes de canais lacrimais entupidos. Neste caso, o tratamento ou prevenção dessas causas deve ajudar a reduzir a frequência e a intensidade das ocorrências;
  • Envelhecimento: Com a idade, o ponto que ajuda a drenar suas lágrimas fica mais estreito. Então, os canais lacrimais se tornam mais propensos a ficarem entupidos;
  • Glaucoma ou outra doença ocular: Doenças oculares que requerem colírio para o tratamento, aumentam o risco de problemas no duto lacrimal. Porque o uso prolongado de colírios medicamentosos pode contribuir para o bloqueio dos dutos;
  • Desenvolvimentos faciais e cranianos anormais: Desenvolvimentos faciais e cranianos anormais como aqueles associados à síndrome de Down, também aumenta o risco maior de várias doenças, incluindo ductos lacrimais entupidos;
  • Cirurgia anterior do olho, pálpebra, nasal ou seio nasal: Este tipo de cirurgia pode causar algumas cicatrizes no sistema de dutos e resultar em um ducto lacrimal entupido posteriormente;
  • Exposição a radiação ou quimioterapia: Pessoas que passam por radiação ou quimioterapia para tratar o câncer, especialmente se a radiação for focada no rosto ou cabeça, têm um risco maior de desenvolver um canal lacrimal bloqueado.

Veja adiante quais são as complicações e como prevenir o canal lacrimal entupido!

Complicações e como prevenir canal lacrimal entupido

Quando ocorre um canal lacrimal entupido, as lágrimas não escorrem como deveriam. Dessa forma, as lágrimas que permanecem no sistema de drenagem ficam estagnadas. Isso promove o crescimento de bactérias, vírus e fungos, o que pode levar a infecções oculares recorrentes e inflamação.

Além disso, qualquer parte do sistema de drenagem lacrimal, incluindo a membrana transparente sobre a superfície do olho (conjuntiva), pode ficar infectada ou inflamada devido a ocorrência do canal lacrimal entupido. Por isso é importante fazer um tratamento adequado e cuidar da saúde dos olhos. Veja a seguir quais são os possíveis tratamentos para essa condição!

Tratamentos para canal lacrimal entupido

Geralmente, o canal lacrimal entupido requer atenção médica. Não há remédio caseiro, embora manter o rosto e os olhos – e as lentes de contato, se usá-las – limpos pode ajudar a prevenir complicações futuras no canal lacrimal.  Tenha em mente que o tratamento adequado para um canal lacrimal entupido depende da causa subjacente. Se você tiver uma infecção bacteriana, por exemplo, o médico prescreverá colírios ou comprimidos com antibióticos para tratar a infecção.

Contudo, para um ponto estreito, outra condição que leva a um canal lacrimal entupido, seu médico pode usar uma pequena sonda para alargá-lo. Ele irá, então, enxaguar ou irrigar o canal lacrimal com uma solução salina. Mas não há porque se preocupar, este é um procedimento ambulatorial.

Porém, se um ferimento é o fator responsável pela ocorrência do canal lacrimal entupido, sua melhor abordagem pode ser esperar várias semanas para ver se ele cicatriza por conta própria, sem qualquer tratamento. Além disso, outros tratamentos para um canal lacrimal bloqueado podem incluir:

Dilatação do cateter balão

Neste procedimento o médico guia um cateter muito fino através do bloqueio no canal lacrimal, começando pelo nariz. Então em seguida, ele infla um pequeno balão várias vezes para afastar o bloqueio e abrir o sistema de dutos. Aliás, para este processo é necessário aplicar anestesia geral.

Stent ou intubação

O médico enfia um tubo fino por todo o sistema de drenagem lacrimal até o nariz. O tubo, ou stent, permanece no lugar e permite que as lágrimas drenem normalmente. Esse procedimento também requer anestesia geral.

Cirurgia

O procedimento cirúrgico é denominado dacriocistorrinostomia. Pode ser feito através de uma incisão na lateral do nariz, próximo ao saco lacrimal, ou com instrumentos endoscópicos especiais através da cavidade nasal, que não deixa cicatriz visível.

Mas, afinal, quando procurar um médico para tratar o canal lacrimal entupido? Veja a seguir!

Canal lacrimal entupido? Quando procurar um médico

Para saber quando procurar um médico, é importante observar os sintomas que seu olho apresenta. Se o seu olho ficar vermelho ou inchado, marque uma consulta o quanto antes com o seu oftalmologista. Além disso, você também deve marcar uma consulta médica se estiver tendo lágrimas excessivas por mais de alguns dias. Ou se notar pus ou outra secreção ao redor do olho.

Caso você não tenha um oftalmologista ou optometrista – médicos especializados em saúde ocular – marque uma consulta com seu médico de atenção primária. Se ele não puder tratá-lo, ele pode encaminhá-lo a um oftalmologista.

Para o diagnóstico do problema é feito um exame oftalmológico completo. Contudo, o médico também pode injetar um fluido especial na abertura do canal lacrimal. Então, neste processo, se você não conseguir sentir o gosto do fluido, significa que ele não desceu até sua garganta. Neste caso, o médico deve ser capaz de diagnosticar um canal lacrimal estupido.

Há também a possibilidade de o oftalmologista solicitar um raio-X ou tomografia computadorizada do sistema lacrimal. Isso acontece, especialmente se o médico suspeitar que o bloqueio pode ser causado por um tumor ou outra obstrução. 

Então, se você tiver episódios recorrentes de bloqueio do canal lacrimal, converse com seu médico o quanto antes. Mas, mesmo que o problema tenda a se resolver sozinho, informe ao oftalmologista com que frequência ocorre.  Afinal, é muito importante cuidar da saúde dos olhos. 

Comece agora mesmo a cuidar dos seus olhos. Faça nosso teste de visão online e gratuito!

Gostou do conteúdo? Então aproveite e continue navegando pelo blog, mas antes deixe um comentário abaixo. Afinal, queremos saber mais de você!

Fonte:

Mayoclinic

Aao

Healthline

Medlineplus

Webmd

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 48

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

1 comentário em “Canal lacrimal entupido: causas, sintomas e como tratar”

  1. Paulo Roberto Feijó

    Gostei da explicação pois estou fazendo tratamento com orientação, pois estou com excesso de lágrumas nos dois olhos por 30 dias com uso de colírios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *