conjuntivite e coronavírus

Conjuntivite e coronavírus: um sintoma raro do COVID-19

A conjuntivite está entre um dos sintomas raros do novo coronavírus (Sars-CoV-2) de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia.

Em um estudo realizado 30 pacientes portadores da COVID-19, um apresentou conjuntivite, com secreções oculares.

De acordo com a publicação da Academia, isso indica que o coronavírus pode infectar os olhos através de partículas virais infecciosas que podem estar presentes nas lágrimas de pacientes com COVID-19 que tiveram conjuntivite.

Em outra pesquisa, de 1.099 pacientes, 9 pacientes foram documentados pelos pesquisadores como “congestão conjuntival”. Ou seja, isso mostra que é um sintoma silencioso e que é preciso estar atento.

A conjuntivite é causada por uma inflamação na membrana que reveste nossos olhos por dentro e por fora.

Quando ocorre essa inflamação, passamos a sentir coceiras, vermelhidão e dificuldade para enxergar.

conjuntivite e coronavírus

Além disso, a conjuntivite é transmissível. Ou seja, pode ser passada de uma pessoa para outra. Mas, não é porque você tem conjuntivite que você tenha coronavírus.

Os outros sintomas também são essenciais para estar atento.

Diante deste cenário, profissionais da área da saúde têm reforçado cada vez mais os cuidados com os olhos e higiene como todo para evitar a propagação do vírus. 

Outros sintomas de COVID-19

  • Tosse comum ou seca;
  • Febre alta;
  • Cansaço;
  • Dificuldade para respirar (em casos graves);

E o vírus pode levar até 14 dias para se manifestar, segundo os especialistas.

Por isso, reforçar os hábitos com cuidados são essenciais.

Cuidados e higienização dos olhos

Os cuidados com os olhos neste momento devem ser redobrados ainda mais.

Por isso, Academia Americana de Oftalmologia reforça fortemente que os médicos devem usar proteção que envolva a região dos olhos, nariz e boca ao cuidar de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Isso porque o vírus pode ser disseminado por pequenas gotículas expelidas pela fala, tosse ou até mesmo espirros.

Eu não sou profissional da saúde. O que fazer?

Nestes casos, continuar mantendo a higienização pessoal é essencial:

  • Lavar as mãos frequentemente por 20 segundos (entre os dedos, polegares e punhos);
  • Usar álcool em gel em lugares externos (farmácias, mercados, por exemplo);
  • Evitar tocar região dos olhos, nariz e boca;
  • Evitar contato direto com outras pessoas (abraços, aperto de mãos, etc;)
  • Evitar locais aglomerados;
  • Evitar sair de casa para a propagação do vírus uma vez que é transmissível;

Veja também 5 cuidados essenciais com os seus olhos.

Para quem usa óculos ou lente de contato

Lentes de contato também são um ponto de transmissão do coronavírus ainda de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia, pois é necessário o manuseio de tirar e colocar nos olhos. 

E como têm alertado diversas organizações da saúde nacional e mundial, evitar o contato com os olhos (nariz e baca também) é essencial nesse período.

Afinal, o COVID-19 é um vírus altamente contagioso que se espalha com resquícios de saliva, e pode contaminar a partir do momento que essa saliva infectada atinge nossos olhos, nariz ou boca.

Por isso, optar pelo uso de óculos de grau neste momento pode ser a melhor opção.

Isso porque ele vai atuar como uma barreira física evitando que você coce os olhos acidentalmente.

Importante ressaltar que o óculos não previne a contaminação, mas atua como uma prevenção.

Para lavar seu óculos (e a lente de grau), opte por água fria e sabão neutro. 

Produtos à base de álcool podem danificar a armação e manchar as lentes à longo prazo.

Então, já sabia dessa dica?

Dica extra

Outra alternativa interessante é o uso alternativo de máscaras de tecido 100% algodão.

Segundo o Ministério da Saúde, mas máscaras caseiras podem ajudar na prevenção contra o Coronavírus.

É necessário que a máscara tenha, pelo menos, duas camadas de pano. 

Para confeccionar, pode ser utilizado tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. 

Além disso, a máscara é de uso individual e pode ser reutilizável.

Para quem usa máscara com óculos e quer evitar que as lentes de grau embace, um alternativa mais simples é colocar o óculos sob a máscara ou um papel seda por dentro da máscara evitando que a região umedeça mais rápido.

E se você tem conjuntivite, siga a recomendação médica de higienização dos olhos e os cuidados essenciais. Por exemplo, usar colírio prescrito pelo especialista.

Fique calmo. Esteja atento também aos outros sintomas do coronavírus, pois a conjuntivite não precisa estar atrelada ao vírus. 

Se você tiver algum sintoma grave do coronavírus, procure ajuda médica. 

Vamos passar por essa juntos, cada um em sua casa. 

Até a próxima.

conjuntivite e coronavírus

Veja todas as medidas da Lenscope frente ao COVID-19.

Conjuntivite e coronavírus: um sintoma raro do COVID-19
Média 5 de 6 votos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Nós utilizamos a tecnologia a nosso favor e oferecemos uma experiência inovadora para você comprar as lentes para seus óculos sem sair de casa! E o melhor de tudo? Podendo ter as melhores lentes do mercado sem gastar uma fortuna para isso.

Pin It on Pinterest