Eletrorretinografia

Eletrorretinografia é capaz de mostrar alterações em casos de retinopatia diabética

0
(0)

Durante apresentação do Southeastern Educational Congress of Optometry (SECO), que aconteceu entre os dias 28 de abril e 2 de maio deste ano, em Atlanta (EUA), especialistas apontaram que o exame de eletrorretinografia (ERG), também conhecido como eletrorretinograma (teste que mede se a retina está detectando a presença de luz nos olhos de acordo com o esperado) e suplementos nutricionais são indicados para pacientes em risco de retinopatia diabética (RD) – complicação na retina gerada pelo excesso de glicose no sangue.

Segundo Nate Lighthizer, professor associado do Northeastern State University Oklahoma College of Optometry, o número de novos casos de diabetes diagnosticados a cada ano nos Estados Unidos é de 1,5 milhão, assim sendo, entre esses pacientes, cerca de 40% desenvolverão a doença no olho relacionada à diabetes – ou seja, quase metade dessas pessoas não saberão do diagnóstico até que a doença lhes cause problemas de visão.

Infelizmente, a RD é muito frequente em diabéticos, só para exemplificar, o registro de casos é de quase 34,5% no total.

Então, para entender mais sobre o exame de eletrorretinografia e como ele pode te ajudar a estar mais atento à saúde dos seus olhos, continue a leitura.

O que é eletrorretinografia

Eletrorretinografia (ERG) ou eletrorretinograma é um teste ocular que mede a resposta elétrica das células sensíveis à luz que estão localizadas na retina.

Nos olhos, camadas de células especializadas formam a retina, incluindo fotorreceptores (bastonetes e cones) e ganglionares – que transmitem imagens ao cérebro.

Os bastonetes e cones fazem parte da parte de trás do olho, conhecida como retina. Existem cerca de 120 milhões de bastonetes no olho humano e de seis a sete milhões de cones.

Os cones são responsáveis ​​pela sensibilidade da cor do olho e estão, principalmente, na mácula. Já os bastonetes são mais sensíveis à luz.

Dessa forma, o exame ERG capta os sinais elétricos dos fotorreceptores, bem como de outras células (células de Muller e células bipolares) que atuam como intermediários entre os fotorreceptores e as células ganglionares.

Portanto, resultados anormais desse teste podem indicar desiquilíbrio existente nessas camadas de células.

Geralmente o exame é indolor e realizado até mesmo em crianças e bebês.

Por que você precisa do exame de eletrorretinografia

O ERG é de extrema importância, pois pode fornecer diversas informações a respeito das condições da retina do paciente. Ele é útil tanto na avaliação de fatores hereditários, quanto de distúrbios que desenvolvem na retina.

Entre as possibilidades de doenças e alterações que os médicos procuram estão:

  • degeneração macular – perda de visão devido à morte de células na mácula;
  • retinoblastoma – um câncer da retina;
  • doenças de armazenamento metabólico;
  • distrofia do bastão do cone (CRD) – é a perda de visão devido ao cone e células do bastonete prejudicadas;
  • doenças inflamatórias;
  • danos por drogas tóxicas;
  • oclusão vascular da retina;
  • desnutrição;
  • separação da retina – um descolamento da retina da parte de trás do globo ocular;
  • amaurose congênita de Leber;
  • coroideremia;
  • cegueira noturna estacionária congênita;
  • anormalidades retinais devido a corpos estranhos metálicos;
  • doenças autoimunes;
  • retinite pigmentosa – doença genética que causa perda da visão periférica e noturna;
  • síndrome de Usher;
  • distúrbios que mimetizam a retinite pigmentosa (RP), bem como portadores de genes RP que, de outra forma, mostram poucos sinais da doença;
  • retinosquise juvenil ligada ao X e
  • acromatopsia.

Através do ERG, o especialista também pode avaliar se existe necessidade de cirurgia de retina ou outros tipos de cirurgia ocular, como a remoção de catarata.

O que acontece durante o exame de eletrorretinografia

Veja detalhado a seguir como é provável que o seu teste ocorra:

  1. O paciente ficará em posição confortável, deitado ou sentado.
  2. Os especialistas, geralmente, dilatam seus olhos com colírios na fase de preparação para o teste.
  3. Se o seu médico estiver colocando um eletrodo diretamente no olho, ele colocará gotas anestésicas em seus olhos, o que os deixará dormentes.
  4. Para que mantenha as pálpebras abertas será usado um dispositivo conhecido como retrator. Assim será possível que eles coloquem cuidadosamente um pequeno eletrodo em cada olho. Podemos citar dois tipos de eletrodo: um tipo de eletrodo tem o tamanho aproximado de uma lente de contato, enquanto outro tipo é um fio fino colocado na córnea.
  5. O médico colocará outro eletrodo na pele para que funcione como aterramento para os leves sinais elétricos enviados pela retina. Aliás, dependendo do que o médico está procurando, ele pode colocar eletrodos apenas na pele ao redor do olho, e não no olho.
  6. Você verá uma luz piscando. O seu médico conduzirá o teste sob luz normal e em uma sala escura. Assim sendo, o eletrodo permite ao médico medir a resposta elétrica da retina à luz. As respostas registradas em uma sala escura virão principalmente dos bastonetes da retina, enquanto em uma sala iluminada virão principalmente dos cones da retina.
  7. As informações dos eletrodos são enviadas para um monitor. O monitor exibe e registra as informações. Ele aparece como ondas a e ondas b. A onda a é uma onda positiva que tem origem, principalmente, na córnea do olho. Ele representa a deflexão (deslocamento) negativa inicial de um flash de cones e bastonetes de medição de luz. A onda b, ou deflexão positiva, segue. O gráfico da amplitude da onda b revela como seu olho reage à luz.

O que significam os resultados da eletrorretinografia

A depender da condição ocular que está sendo analisada, outros testes também podem ser realizados em conjunto com o ERG, como eletrooculografia (EOG) ou teste de adaptometria de escuro.

Como os médicos leem os resultados

  • As leituras adaptadas ao escuro são feitas quando os flashes de luz são apresentados, após o paciente ter se adaptado ao escuro por 20 minutos.
  • Semelhantemente, as leituras adaptadas à luz são feitas quando os flashes de luz são apresentados, após o paciente ter se adaptado à luz por 10 minutos.

É comum que as leituras adaptadas ao escuro tenham relação com a saúde das células conhecidas como bastonetes, enquanto as leituras adaptadas à luz tenham relação com a saúde das células cônicas.

Sobre os resultados

Normal

Um resultado normal de ERG mostra uma onda a (atividade do fotorreceptor) e uma onda b (atividade das células bipolares e de Muller) configuradas ao escuro (escotópico) e adaptado à luz (fotópico).

Os padrões de ondas que são diminuídos em tamanho, atrasados ​​ou prolongados no tempo indicam os tipos de células danificadas.

Anormal

Resultado anormal do exame será por ter células da retina que atingidas pela doença.

Em algumas doenças da retina, determinadas células estão ausentes ou são fracas no nascimento. Enquanto outras são obtidas com o passar do tempo.

Riscos no teste de eletrorretinografia

Não há riscos vinculados ao ERG. O paciente pode sentir um leve desconforto durante o procedimento. Do mesmo modo, os olhos podem ficar ligeiramente doloridos por pouco tempo logo depois do teste.

Em poucas situações, algumas pessoas sofrem um arranhão na córnea, durante o exame. Contudo, se acaso acontecer, o médico pode detectar a situação rapidamente e tratar de maneira fácil.

É importante seguir todas as orientações médicas após o procedimento. Caso o desconforte continue, o recomendado é entrar em contato com o médico que realizou o exame.

Após a eletrorretinografia

Após o teste seus olhos podem ainda ficar sensíveis, bem como dormentes, devido aos medicamentos. É importante evitar esfregar os olhos, pois pode causar danos à córnea.

Médico e paciente conversarão sobre os resultados, sendo assim, pode ser necessário outros exames oculares. Do mesmo modo, o oftalmologista pode prescrever medicamentos para tratar outras doenças da retina.

Seus exames estão em dia?

Exames como check-up e check-up oftalmológico com mapeamento de retina são imprescindíveis para um bom acompanhamento da sua saúde.

Como pode observar aqui no nosso blog, estamos sempre orientando nossos leitores a cultivarem hábitos saudáveis, como alimentação adequada e exercícios regulares, assim como ter conhecimento das diversas possibilidades de danos que podem prejudicar sua visão e como evitá-los.

Consulte sempre seu médico. Com a tecnologia a nosso favor, mesmo em tempos de pandemia cuidar da saúde é possível.

Entenda mais sobre como se consultar com profissional da saúde à distância lendo nosso artigo sobre Telemedicina na pandemia.

Você pode fazer nosso teste de visão de qualquer dispositivo que estiver usando e acompanhar a qualidade dos seus olhos.

eletrorretinografia - teste de visão

Mas conta aqui, você já tinha ouvido falar sobre eletrorretinografia e sua relação com a diabetes? Queremos continuar trazendo bons conteúdos, por isso, deixe abaixo seu comentário sobre o que aprendeu nessa leitura.

Fontes:

Endocrinologyadvisor

Healthline.com

Medicinenet.com

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *