Lente intraocular: tipos, como funcionam e como é a recuperação

5
(5)

A lente natural do olho pode ser substituída por uma lente artificial, chamada de lente intraocular. Em alguns casos como a catarata o implante é necessário para correção.

Nesta leitura você vai conferir quais são os tipos de lente intraocular que existem, o que ela é capaz de corrigir e como funciona o pós-operatório. Vem comigo!

O que é lente intraocular

Nosso olho tem uma lente (o cristalino) – uma espécie de janela formada por proteína e água que fica atrás da pupila. O papel da lente é focalizar a luz na retina e enviar para o cérebro, uma vez que esse vai transformar a informação recebida em imagem na nossa visão.

Com o passar dos anos, essas proteínas se modificam e as lentes começam a ficar turvas, a isso chamamos catarata.

Assim, a lente intraocular (LIO) é uma lente de acrílico que substitui a lente natural do olho. Através do implante ela passará a realizar a função de foco da imagem no olho, assim como a lente natural.

Ao passo que, a lente intraocular consegue corrigir diversos problemas de visão, mais até que qualquer outra cirurgia de correção da visão.

A lente é ideal para corrigir os seguintes problemas:

  • miopia.
  • hipermetropia,
  • astigmatismo 
  • presbiopia – dificuldade de focar de perto, eventualmente iniciada por volta dos 40 anos de idade.

Ademais, a lente intraocular é frequentemente combinada com a cirurgia de catarata ou troca de lente refrativa para correção das vistas.

Surpreendentemente, em relação ao tamanho de uma moeda de 10 centavos, uma LIO tem aproximadamente 1/3 da medida.

Sua forma é circular ao centro e tem umas espécies de braços, chamados “hápticos” em ambos os lados para se manter no lugar.

Tipos de lente intraocular

Finalmente agora atualmente, com os avanços da tecnologia ocular existe uma ampla variedade de lentes intraoculares disponível no mercado.

Dessa forma, é muito mais fácil escolher a melhor opção para o paciente que irá passar por um tratamento para catarata.

Algumas lentes disponíveis são:

  • Asféricas

O formato da lente natural do olho é asférica. A forma asférica pode reduzir ou até mesmo eliminar distorções no campo de visão. Ela produz melhor qualidade de visão, especialmente em condições de pouca luz

Porém, muitas LIOs tradicionais têm um formato esférico, logo, pode afetar a qualidade da visão, pois eventualmente induz pequenas imperfeições ópticas.

  • Tóricas

A lente tórica é indicada para correção do astigmatismo, visto que essa condição oftalmológica é caracterizada por um defeito na curvatura do olho que impede que a luz se encontre em um foco comum, distorcendo a forma como a imagem é vista.

Assim sendo, muitos pacientes com esse problema de visão usam óculos de grau para correção. Apesar disso, as LIOs tóricas também podem corrigir o astigmatismo.

Isso porque a lente intraocular tórica é capaz de reduzir a distorção.

O que é a troca de lente refrativa

A troca de lente refrativa é quando uma pessoa usa a tecnologia LIO para melhorar a visão, mesmo na ausência de catarata.

O método é o mesmo, logo os resultados obtidos também serão. Mas nesse caso a pessoa não realizou a operação devido a catarata.

Como resultado da troca de lente refrativa o paciente tem como benefício não desenvolver catarata no futuro.

Quanto tempo dura um implante de lente intraocular

A lente intraocular é produzida com materiais resistentes ao tempo. Portanto, felizmente, não é necessário a substituição.

Porém, o procedimento é reversível. Assim, é possível trocar a lente intraocular caso o paciente não se adapte.

Como funciona o implante de uma lente intraocular

Implanta-se nos olhos a lente intraocular como substitutas das lentes naturais.

Primeiro as lentes naturais são extraídas por um procedimento que se chama facoemulsificação.

Este método consiste na fragmentação da catarata por meio de um pequeno corte feito na córnea.

Logo em seguida, insere-se a lente intraocular no mesmo local em que a lente natural estava.

Além das medições feitas no olho antes da cirurgia, durante o procedimento também são feitas várias análises, por exemplo:

  • do comprimento do olho,
  • da curvatura da córnea  
  • da posição da lente dentro do olho.

Essas medições definem a LIO ideal para o paciente.

Segundo estudos, a estimativa é que mais de 50% das pessoas terão catarata ou já terão passado por procedimento cirúrgico de correção por volta dos 80 anos de idade.

Qual lente intraocular é melhor

Como visto, a lente intraocular é possível corrigir vários problemas de visão.

Nesse sentido, é importante destacar que em consulta ao médico ele irá analisar cada caso e indicar a melhor opção de lente intraocular.

A depender do problema ocular e dos resultados desejados pelo paciente, são várias as opções de LIO para escolher. Confira:

  • fácicas – as lentes fácicas não são LIO, mas sim ICLs. Com elas é possível deixar intactas as lentes naturais dos olhos. Frequentemente usada para corrigir miopia moderada a grave, LCI fácica é uma lente transparente posicionada cirurgicamente atrás da íris, na frente da lente natural. Com o implante será possível concentrar a luz corretamente na retina sem a necessidade de usar óculos corretivo.
  • monofocais – uma lente intraocular monofocal tem apenas um ponto focal. Sendo assim, ele pode ser estipulado para focar em uma determinada distância: visão de perto, média ou longe. Isso pode ser definido pela preferência do paciente. A visão de longe costuma ser a opção mais comum. Dessa forma, os óculos de leitura são usados ​​para ler ou ver de perto.
  • trifocais – a lente intraocular trifocal ajuda a ver melhor nas diferentes distâncias. Ao contrário das lentes bifocais (em que, para ver de perto, é preciso olhar para baixo), as LIOs trifocais permitem que a pessoa veja de perto e de longe enquanto olha em qualquer direção.
  • tóricas – opção mais indicada para quem tem astigmatismo significativo. A lente intraocular tórica é projetada para corrigir o astigmatismo e permitir que a pessoa tenha uma ótima visão sem óculos. Elas podem ser monofocais ou trifocais. Nas consultas previas à cirurgia, o oftalmologista certamente irá medir o olho a fim de determinar a potência tórica da LIO ideal e a orientação adequada para que o olho corrija o astigmatismo.

De que são feitas as lentes intraoculares

Em síntese, a maioria das LIOs são produzidas em silicone ou acrílico. Logo após, recebem revestimento com material especial que auxilia na proteção dos olhos contra os prejudiciais raios ultravioleta emitidos pelo sol.

Com tanta variedade de modelos e até mesmo de material, é importante garantir que a escolha pela LIO atenda as necessidades individuais de cada pessoa.

Sem dúvida, uma consulta médica será eficiente para discutir as opções.

Possíveis riscos de um implante de lente intraocular

Sabemos que em qualquer tipo de cirurgia é provável acontecer complicações. Ainda assim, isso acontece raramente após um implante de lente intraocular.

Todavia, entre as possíveis complicações mais comuns estão:

 sangramento,

  • infecção,
  • vermelhidão e
  • inchaço.

Existem alguns riscos que são mais sérios. Entre eles podemos citar:

  • descolamento da retina – quando a retina se desprende do globo ocular,
  • perda de visão e
  • deslocamento – quando o implante se move para fora da posição.

Ademais, existe a possibilidade de desenvolver a condição de pós-catarata em semanas ou até anos após a cirurgia.

A saber, isso pode acontecer caso o tecido localizado ao redor da nova lente fique embaçado e como resultado a visão também fica embaçada.

Essa situação pode ser corrigida pelo médico com procedimento a laser e indolor.

Implante de lente intraocular é seguro?

Assim como em qualquer outro procedimento cirúrgico, o implante de lente intraocular pode ter complicações, mas as chances são raras.

Antes de mais nada, em consulta oftalmológica o especialista vai examinar a visão do paciente e avaliar o histórico médico. Em seguida ele poderá determinar se o paciente é um bom candidato ao procedimento de LIO.

Os exames e histórico médico ajudarão a identificar se existe algum fator que pode aumentar as chances de riscos ao procedimento.

Sobretudo, os efeitos colaterais mais simples desse procedimento como sangramento, inflamação e vermelhidão, por exemplo, costumam desaparecer bem rápido.

É provável que o especialista recomende o uso de colírios após a cirurgia de implante de lente intraocular.

Recuperação e pós-operatório

Em suma, a recuperação acontece de 8 a 12 semanas, pois é o tempo necessário para a cicatrização completa. Portanto, durante esse período é importante:

  • manter os olhos protegidos com óculos de sol e à noite dormir com proteção para os olhos.
  • não esfregar ou pressionar o olho, ainda que esteja saindo um pouco de líquido ou coçando.
  • usar o colírio prescrito pelo médico. Ele será usado por várias semanas a fim de cicatrizar o olho.
  • evitar exercícios físicos de alta intensidade, assim como na recuperação da cirurgia de catarata. O médico que acompanha o caso dirá quando será possível retornar com essas atividades.

Se acaso o implante se mover, será necessário procedimento para correção do alinhamento da lente intraocular no olho.

É normal que a visão fique embaçada logo após a cirurgia, contudo ela melhora em alguns dias.

Agora está mais seguro sobre o procedimento e uso de lentes intraoculares?

Você faz muito bem em se manter informado sobre sua saúde! Além disso, as consultas regulares ao médico proporcionam prevenção de possíveis doenças.

Um especialista é quem deve indicar a necessidade do procedimento e qual opção melhor se aplica em cada situação. 

Mantenha uma rotina com hábitos saudáveis. Procure se alimentar bem e praticar exercícios, tanto para a visão, quanto para o corpo todo.

Queremos saber o que você achou dessa leitura. Deixe seu comentário no campo abaixo. Tem algum tema que gostaria de ler aqui no nosso blog?

Que tal continuar fazendo mais pela sua saúde?

Realize nosso teste de visão. É online e gratuito!

lente intraocular - teste de visão

Assim você terá resultados precisos na hora de trocar ou fazer novos óculos.

Fontes:

heartoftexaseye

thenewyorkeyedoctor

webmd

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *