ceratocone

O que é ceratocone: sintomas e tratamentos

Quem tem ceratocone tem a córnea cônica, em formato de cone. Trata-se de um problema ocular de origem genética e tem como característica a deformação progressiva da curvatura da córnea provocando seu abaulamento e afinamento.

Quem tem ceratocone, tem a região central do olho mais fina e fraca. Por isso, a pessoa começa a enxergar de forma distorcida, podendo gerar miopia e astigmatismo.

Essa é a razão de, muitas vezes, ela ser confundida com outros problemas de visão.

Veja, o que é o ceratocone, os principais sintomas e formas de tratamento. 

E importante: ceratocone não é a mesma coisa que astigmatismo! Ao longo deste artigo,vamos te explicar o porquê. 

Ceratocone: o que é?

Ceratocone é uma doença genética e de caráter hereditário não inflamatória que afeta a estrutura da córnea.

A principal característica do ceratocone é a redução na espessura na parte central da córnea e é justamente por esse motivo que ela vai ganhando o formato de um cone.

Mas o que é a córnea?

A córnea é a primeira camada dos nossos olhos e funciona como uma película de proteção.  E, essa película, nós chamamos de colágeno ou fibras que ajuda a manter a córnea em seu lugar.

Quando essas fibras enfraquecem, elas podem não manter a forma correta da córnea. Dessa forma, com o tempo, ela adquire o formato de um cone. 

O ceratocone é causado por uma diminuição dos antioxidantes que protegem a nossa córnea. Se o nível de antioxidantes é baixo, o colágeno enfraquece e a córnea fica para fora. E quando a córnea sofre qualquer alteração na sua transparência e curvatura, isso pode acabar comprometendo a nossa visão.

ceratocone
À esquerda, olho normal. À direita, a córnea está mais cônica, ou seja, com ceratocone

 

Essa doença surge normalmente nos jovens, podendo se manifestar entre 10 e 25 anos, progredindo com o passar do tempo ou até mesmo se estabilizando, até os 30 ou 35 anos.

Infelizmente essa doença deforma a córnea e assim a visão perde nitidez, podendo resultar em um grau elevado de astigmatismo.

Portanto, quanto antes a pessoa tiver o hábito de visitar o oftalmologista e fizer os exames de rotina, melhor a chance de detectar qualquer divergência que apareça no início. Assim, o tratamento pode alcançar bons resultados.

Veja aqui quando você deve ir ao oftalmologista.

Como surge o ceratocone?

No início, o ceratocone pode se apresentar como um astigmatismo irregular. Ou seja, quando a superfície da córnea e do cristalino apresentam irregularidades.

A partir daí é preciso ficar atento com a evolução ou, do contrário, poderá haver um aumento contínuo e muito rápido do seu grau.

Sintomas de ceratocone

Os principais sintomas que podem indicar que uma pessoa tem ceratocone são:

  • Visão embaçada ou distorcida (para longe e/ou perto)
  • Coceira nos olhos
  • Muita sensibilidade à luz/claridade
  • Visão dupla
  • Ver círculos (halos) ao redor das fontes de luz
  • Dor de cabeça
ceratocone
Principais sintomas de ceratocone

 

Todos esses sintomas são muito parecidos com outros problemas de visão, mas para quem tem ceratocone, os problemas evoluem rapidamente.

Para o ceratocone mais avançado, acontece o recuo da pálpebra inferior provocado pela deformação do formato da córnea e, consequentemente, pela perda progressiva da visão.

Ceratocone cega?

O ceratocone não causa cegueira completa. Por isso, é muito importante fazer o diagnóstico precoce e acompanhamento médico, pois com as alterações na sua córnea, isso pode prejudicar e limitar suas tarefas no dia a dia.

É possível ter controle da doença com os tratamentos corretos, mas em quadros mais avançados, infelizmente pode haver a perda da visão.

Tratamentos para ceratocone

A partir do diagnóstico e da identificação da fase em que se encontra a doença, é possível analisar e ver qual tratamento irá se encaixar melhor para você.

Os tratamentos mais comuns para ceratocone são:

  • Uso de lentes de grau
  • Lentes de contato
  • Cirurgia crosslinking
  • transplante de córnea
  • Implante de anel na córnea (anel de ferrara)

Agora nós vamos te explicar em detalhes a finalidade de cada um deles. Olha só:

Cirurgia Crosslinking para ceratocone

Esse procedimento tem o objetivo de fortalecer as moléculas do colágeno da córnea e, dessa forma, é possível evitar que ela continue progredindo em formato de cone.

A técnica consiste em raspar a superfície da córnea e aplicar um colírio à base de Vitamina B2.  Depois disso, um feixe de luz ultravioleta é exposto aos olhos, a fim de fortalecer a córnea, evitando que continue modificando seu formato.

Transplante de córnea

Também conhecida por “ceratoplastia”, essa cirurgia é indicado para os casos mais graves da doença e só é feito quando o paciente deixa de responder bem às outras formas de tratamento.

O procedimento consiste na substituição da córnea comprometida por outra saudável, disponível através de um doador, disponibilizado no Banco de Olhos.

Os resultados dessa cirurgia costumam ser bastante positivos.

Implante de anel de córnea ou anel de ferrara

É um tipo de cirurgia que consiste em colocar um pequeno anel no olho, ajudando a regular a curvatura córnea, deixando ela mais lisa. O procedimento é feito dentro de 20 a 30 minutos, com anestesia local. Através dele evita-se o agravamento do problema.

Óculos de grau e lente de contato para ceratocone

É o mais recomendado quandoa pessoa é diagnosticada com astigmatismo irregular e a deformação da córnea ainda não é muito grave. Com o uso dos óculos, é possível ter melhor nitidez na visão.

Mas, quando o ceratocone evolui, os óculos são substituídos por lentes de contato. O que acaba sendo a melhor opção, porque corrige pontualmente a visão e ainda atua como um campo de pressão sobre a deformidade causada na córnea.

Astigmatismo e ceratocone são a mesma coisa?

Não. Ceratocone e astigmatismo não são a mesma coisa. Veja por que:

O astigmatismo é classificado em dois tipos: regular e irregular.

O astigmatismo regular, também conhecido por astigmatismo normal, é o astigmatismo da fotofobia (hipersensibilidade à luz): nele cria-se diversos pontos focais, quando na verdade o correto seria o olho criar apenas um ponto focal.

Com o uso dos óculos, esse problema é completamente corrigido.

Já o astigmatismo irregular é causado por deformidades da córnea e do cristalino, não sendo possível corrigir com lentes comuns. As causas normalmente são: ceratocone, doenças que afetam a superfície corneana e alterações congênitas.

Ou seja: o ceratocone é uma consequência do astigmatismo irregular que é provocado pela deformação da córnea do olho.

Fases do Ceratocone

Cada fase do ceratocone vai exigir um tratamento diferente, mas, primeiro vamos falar sobre as quatro fases dessa doença:

  • Primeira fase: pode ser corrigido com uso de óculos ou lentes de contato;
  • Segunda fase: os óculos não conseguem corrigir o problema. Aqui a pessoa tem um astigmatismo mais elevado e ela só vai conseguir uma boa visão se o seu problema for corrigido com lente de contato do tipo rígida;
  • Terceira fase: a córnea já possui muitas deformações, é irregular e está bastante comprometida. Nesse caso, a pessoa deve tentar se adaptar com lente gelatinosa por baixo com a finalidade de proteger a córnea. E uma lente rígida por cima, na parte mais externa, que vai efetivamente corrigir o grau;
  • Quarta fase: a lente já não para mais no olho ou a córnea torna-se opaca, tornando a visão deficiente. Dessa forma, o tratamento indicado é o transplante de córnea.

Prevenção e cuidados com ceratocone

Segundo o Ministério da Saúde, por se tratar de uma doença hereditária, não existe formas de prevenção para o ceratocone. No entanto, a partir do histórico familiar é possível se atentar e receber orientações médicas antes que a doença apareça, mesmo sem a presença de nenhum sintoma.

O diagnóstico precoce é muito importante. Isso porque indica ao paciente que ele deve tomar alguns cuidados como, por exemplo, não apertar ou coçar os olhos com muita frequência.

Cliquei aqui e veja os cuidados fundamentais que são necessários para manter a saúde dos seus olhos

Principais recomendações

  • Tenha o hábito de visitar seu oftalmologista com consultas de rotina
  • Evite coçar ou apertar os olhos. Esses maus hábitos acabam liberando citocinas inflamatórias, aumentando ainda mais a coceira
  • Use colírios lubrificantes. Eles ajudam a diminuir a vontade de coçar os olhos

Agora que você já se informou sobre esse problema, reforce os seus cuidados diários, principalmente se for alérgico e tem o hábito de coçar os olhos demais. E não se esqueça de manter a rotina de consultas com o seu oftalmologista, ok?

Com essas dicas, temos certeza que muitas complicações poderão ser evitadas.  

E já sabe: pra qualquer dúvida, crítica ou elogio, é só deixar um comentário!

Fontes:

Diário da Manhã

Dr. Drauzio Varella

ceratocone

O que é ceratocone: sintomas e tratamentos
Média 5 de 1 votos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Nós utilizamos a tecnologia a nosso favor e oferecemos uma experiência inovadora para você comprar as lentes para seus óculos sem sair de casa! E o melhor de tudo? Podendo ter as melhores lentes do mercado sem gastar uma fortuna para isso.

Pin It on Pinterest