coçar os olhos

Os perigos de coçar o olho (coceira nos olhos)

O hábito de coçar os olhos pode até parecer inofensivo, mas na verdade traz muitos riscos à visão.

Ao coçar os olhos, você pode fragilizar as fibras da sua córnea, desencadeando ou agravando o ceratocone, problema ocular de origem genética que caracterizado pela deformação progressiva da curvatura da córnea provocando seu abaulamento e afinamento.

Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 20% dos transplantes de córnea feitos no Brasil são por causa da ceratocone.

Acontece que, ao coçar os olhos, quebramos estruturas importantes da córnea e por isso ela fica mais mole, afina e se curva. 

Por isso, continue acompanhando esse artigo, pois precisamos tomar cuidado sobre coçar os olhos.

O que é o ceratocone?

A ceratocone é uma doença que deixa a estrutura da córnea mais fina e curvada, parecida com o formato de um cone. 

Então, veja um exemplo de como acontece o ceratocone em nossos olhos:

ceratocone

Apesar de ser uma doença de origem genética, o hábito de coçar os olhos também pode desencadear ou agravar a ceratocone.

A coceira nos olhos é um dos sintomas para se chegar ao diagnóstico da doença e, uma vez diagnosticada a ceratocone, é muito importante não coçar os olhos.

Segundo o oftalmologista Dr. Luiz Fernando Rabelo em entrevista para o Correio Braziliense, os fatores que podem causar coceira nos olhos podem ser:

  • ambientais;
  • patológicos;
  • medicamentosos.

Por exemplo, geralmente as pessoas sentem mais coceira nos olhos em climas mais quentes e secos.

Isso porque a quantidade de poeira circulando na atmosfera é maior em ambientes com essas condições. 

A ceratocone também pode ser uma consequência do astigmatismo irregular, causado por deformidades da córnea e do cristalino.

Ou sejam, quando coçamos muitas vezes os olhos, podemos deformar a córnea e causar o ceratocone.

Sintomas mais comuns

Além da coceira nos olhos, os sintomas mais comuns que podem indicar que uma pessoa tem ceratocone são:

  • Visão embaçada ou distorcida (para longe e/ou perto)
  • Fotossensibilidade (muita sensibilidade à luz/claridade)
  • Visão dupla
  • Ver círculos (halos) ao redor das fontes de luz
  • Dor de cabeça

coçar os olhos

Infelizmente, não é possível ter o diagnóstico precoce de ceratocone com exames básicos. Isso porque só identificado a doença quando ela, infelizmente, já compromete a visão. 

Geralmente exames mais completos identificam o ceratocone. Por exemplo: tomografia e topografia, conseguem fazer o diagnóstico precoce da doença.

Dependendo do diagnóstico e da fase da ceratocone, é possível analisar e escolher qual tratamento será ideal para você.

Veja aqui quais são as fases do ceratocone!

Tratamentos 

Os tratamentos mais comuns para ceratocone são:

  • Cirurgia crosslinking
  • Transplante de córnea
  • Implante de anel na córnea (anel de ferrara)
  • Uso de lentes de grau
  • Lentes de contato

Cirurgia Crosslinking para ceratocone

Esse tipo de tratamento fortalece as moléculas do colágeno da córnea, evitando que ela continue progredindo em formato de cone.

Durante o procedimento, raspa-se a superfície da córnea e um colírio à base de Vitamina B2 é aplicado.

Em seguida, um feixe de luz ultravioleta é exposto aos olhos para fortalecer a córnea e evitar a deformação.

Transplante de córnea

Essa é uma cirurgia indicada para os casos mais graves da doença.

Também conhecida por “ceratoplastia”, só é feita em último caso, quando as outras formas de tratamento já não funcionam.

Nessa cirurgia, a córnea comprometida é substituída por outra saudável, disponível através de um doador do Banco de Olhos.

Implante de anel de córnea (anel de ferrara)

O procedimento consiste em colocar um pequeno anel no olho que ajuda a regular a curvatura córnea.

É um tratamento rápido, feito dentro de 20 a 30 minutos, com anestesia local. 

Óculos de grau e lente de contato para ceratocone

O uso de óculos de grau e lente de contato é o tratamento mais recomendado para astigmatismo irregular e deformações da córnea que não são muito graves.

Com o uso dos óculos, é possível ter melhor nitidez na visão.

Quando o ceratocone evolui, é necessário substituir os óculos por lentes de contato.

Essa acaba se tornando a melhor opção, pois corrige pontualmente a visão e formam um campo de pressão sobre a deformidade causada na córnea.

Além dos tratamentos convencionais, também é possível aliviar os sintomas da doença evitando o hábito de não coçar os olhos. 

Para aliviar a coceira, você pode investir em técnicas simples, como:

  • higienização dos olhos;
  • fazer compressas com água ou chá;
  • sempre lubrificar os olhos.

Então, se os seus olhos começarem a coçar, não os esfregue com as mãos, procure sempre diminuir o incômodo com algumas das dicas acima.

Evitar o hábito de coçar os olhos também é uma forma de amenizar os sintomas da ceratocone e prevenir que seus olhos não sejam expostos a bactérias que podem causar infecções.

Considerações Finais

Apesar de parecer um hábito banal, coçar os olhos causa riscos à visão e pode deformar a córnea, causando problemas de visão muito maior. 

Ao sentir alguma coceira nos olhos, o ideal é nunca levar a mão aos olho e sempre procurar alívio de outras formas.

E se por acaso essa coceira for constante, é importante sempre procurar um médico oftalmologista para ver o que está acontecendo.

Você sofre com coceira nos olhos? O que faz para aliviar o desconforto? Ainda tem o hábito de esfregar os olhos e quer parar? É só falar nos comentários que iremos te ajudar!

coçar os olhos

Os perigos de coçar o olho (coceira nos olhos)
Média 5 de 1 votos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Nós utilizamos a tecnologia a nosso favor e oferecemos uma experiência inovadora para você comprar as lentes para seus óculos sem sair de casa! E o melhor de tudo? Podendo ter as melhores lentes do mercado sem gastar uma fortuna para isso.

Pin It on Pinterest