pupila dilatada

Pupila dilata: quando é grave e por que acontece

Pupilas dilatadas são pupilas de tamanho maior do que o normal. Inclusive, quando nossas pupilas ficam dilatadas, logo percebemos.

O tamanho normal que uma pupila deve ter é de 2,0 a 4,0 milímetros (mm), quando expostas à luz forte. Já no escuro, o tamanho pode variar de 4,0 a 8,0 mm.

Aliás, até quando focalizamos objetos o tamanho da nossa pupila muda, já que vai exigir de nosso olho um trabalho maior para focalizar um objeto mais longe e, assim, as pupilas aumentam.

Outro ponto interessante que você precisa saber é que conforme envelhecemos, nossa pupila tende a diminuir de tamanho, sem representar riscos à nossa saúde.

No entanto, quando as suas pupilas são maiores do que o normal, isso significa que você tem pupilas dilatadas. 

Dessa forma, a sua pupila não vai responder da mesma maneira quando exposta à luz natural, diferente de uma pupila de tamanho normal que responderia de maneira a aumentar ou diminuir, conforme intensidade da luz.

Isso porque, geralmente, pupilas dilatadas não respondem de forma natural e esperada à incidência de luz natural em nossos olhos.

Aliás, para situações como esta, temos o quadro de pupila dilatada “fixa”.

Além disso, quem tem pupila dilatada normalmente não sente, mas alguns sinais podem indicar que algo não está normal.

A começar pela visão, isso porque alguém com pupila dilatada pode sofrer com a visão embaçada.

A explicação para isso é que quando as pupilas dilatadas são expostas a luz natural e de alta intensidade (como a luz do sol), nossos olhos ficam mais sensíveis e a visão embaça.

Inclusive, durante a visita ao oftalmologista e com a realização de exames de vista, em que uma forte luz é direcionada aos nossos olhos, uma pessoa com pupila dilatada sente muito incômodo.   

Causas

As causas para pupilas dilatadas são diversas e várias situações conseguem fazer as nossas pupilas dilatarem. Olhe só a lista que preparamos para você entender melhor:

  • Situações de estresse – o medo, tensão ou choque, além do estresse, fazem a nossa pupila dilatar;
  • Uso de drogas – o uso de anfetamina e LSD, por exemplo, podem levar a alterações físicas em nossa pupila;
  • Remédios – Há vários remédios que quando usados causam dilatação das pupilas (descongestionantes, antidepressivos tricíclicos, remédios para enjoo etc.);
  • Colírios – especialmente os colírios usados para exames no olho, como o mapeamento de retina;
  • Situações que causam dor – é comum a pupila dilatar diante da intensidade da dor;
  • Danos ao cérebro – tumores ou acidentes que tenham causado forte impacto no cérebro podem ocasionar em dilatação da pupila;
  • Baixa oxigenação no cérebro – envenenamento, dificuldade respiratória, entre outros quadros que reduzem a taxa de oxigenação do cérebro causam dilatação das pupilas;
  • Glaucoma – problema de visão que causa o aumento da pressão intraocular pode dilatar as pupilas;
  • Acidente vascular cerebral (AVC) – acaba dilatando as pupilas.

O que fazer quando a pupila está dilatada?

Caso a sua pupila esteja dilatada, é importante avaliar, antes de tudo, as causas para isso acontecer.

Isso porque quando a sua pupila dilata, mas parar de reagir aos estímulos e permanecer sempre dilatada, temos um quadro de pupila dilatada paralítica.

Inclusive, o quadro de pupila dilatada paralítica pode afetar um ou os dois olhos. Então, caso a sua pupila não voltar ao tamanho normal em algumas horas ou dias, é preciso ir ao oftalmologista imediatamente para uma avaliação clínica e prescrição do tratamento adequado.

O quadro de pupila dilatada paralítica pode indicar quadros de saúde de alto risco, como traumatismo craniano, aneurisma ou mesmo tumor. 

Agora, se a causa para a sua pupila dilatar tenha sido devido ao uso de colírios, determinados remédios ou por vivência de uma situação de estresse, por exemplo, o tamanho dela tende a normalizar em poucas horas.

Tratamento

Caso você apresente um quadro de pupila dilatada, não se preocupe porque, geralmente, isso não representa gravidade alguma para a sua saúde ocular.

Inclusive, não é necessário nenhum tipo de tratamento, já que em pouco tempo (algumas horas) a pupila tende a voltar ao tamanho normal.

Agora, caso a sua pupila dilate diante de situações como o uso de drogas ou acidentes em que tenha sofrido traumatismo craniano, é preciso se consultar com um neurologista ou clínico geral para iniciar o tratamento adequado.

Quando ir ao médico?

Você deve ir ao médico somente se a sua pupila dilatada não voltar ao tamanho normal dentro de algumas horas ou poucos dias.

Além disso, procure ir ao médico imediatamente nas seguintes situações que causam pupila dilatada:

  • Traumatismo craniano ou qualquer outro tipo de lesão forte na cabeça;
  • Uso de drogas que causam dilatação da pupila;
  • Quadro de glaucoma;
  • Diante de sintomas de derrame – como tontura, falta de equilíbrio, dor de cabeça, confusão mental
  • Se você tomou qualquer medicamento que causam aumento do tamanho da sua pupila.

Como saber quando a pupila está dilatada

Para saber se a sua pupila está dilatada, basta notar se você sente incômodo ao se expor a luz natural, de forte intensidade (como a luz solar).

Este teste é uma das formas mais rápidas de saber, já que devido a dilatação das pupilas nossos olhos ficam muito sensíveis à exposição à luz solar.

O que fazer pra diminuir a dilatação da pupila?

Para diminuir a dilatação da sua pupila, você deve ser paciente! Isso mesmo, você deve esperar algumas horas, pois, geralmente, a pupila volta ao tamanho normal em pouco tempo.

A duração do tempo pode ser um pouco maior em casos de realização de exames de vista, em que colírios que dilatam a pupila são usados. 

Mas, geralmente, em algumas horas o tamanho da pupila volta ao normal. 

Além disso, existe ainda a opção de você usar óculos com lentes fotocromáticas e que escurecem sozinhas dependendo da intensidade de luz no ambiente em que estiver.

Conheça as lentes fotossensíveis da Lenscope, que escurecem e clareiam de acordo com a luminosidade do ambiente.

Outra opção são as lentes polarizadas, que além de protegerem os nossos olhos, elas reduzem muito o ofuscamento que a luz solar provoca, reduzindo também o brilho solar muito intenso.

A pupila dilatada quando olha pra alguém

O contato visual entre duas pessoas causa dilatação da pupila. Inclusive, a atração física é também uma possível causa para a dilatação da pupila.

Isso mesmo, se você estiver olhando diretamente pra alguém e suas emoções mudam – por estar apaixonado, por exemplo – suas pupilas vão aumentar de tamanho.

Isso porque o nosso sistema nervoso desencadeia várias respostas involuntárias durante as emoções que estamos sentindo, como medo ou excitação. 

E estas “respostas” involuntárias aumentam o tamanho da pupila.

Outro ponto interessante é que alterações hormonais, principalmente nas mulheres, podem resultar em dilatação da pupila.

Um estudo realizado com 14 mulheres mostrou que alterações hormonais influenciam na dilatação da pupila.

Ou seja, estar apaixonado ou quando você olhar para alguém que você goste muito, cuidado! Sua pupila vai dilatar e não vai dar para esconder que você gosta da pessoa (não que isso seja algo ruim, certo?) 

Possíveis complicações da pupila dilatada

Existem complicações sérias e que representam risco à saúde quando a pupila está dilatada. Sendo assim, veja a seguir as principais complicações:

 

  • Choque
  • Coma
  • Fraqueza ou paralisia
  • Problema de fala
  • Confusão mental
  • Convulsões
  • Dificuldade em enxergar
  • Dificuldade em falar

Portanto, não hesite em procurar orientação médica imediatamente. Quanto antes você se consultar com o médico especialista, mais cedo o melhor tratamento será prescrito para a sua necessidade. 

Fontes: Healthgrades

WebMD

National Library of Medicine

Healthline



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Pin It on Pinterest