retina

Retinosquise: o que é, causas, sintomas e tratamentos

5
(2)

A retinosquise é uma condição que ocorre quando a retina se divide em duas camadas, afetando diretamente a visão. A retina é uma camada de tecido na parte posterior do olho. 

Além disso existem vários tipos de retinosquise e a condição também pode surgir ao longo da vida, ou seja, degenerativa. A seguir vamos falar mais sobre a condição, continue a leitura!

O que é retinosquise

A retinosquise é uma condição que ocorre quando a retina se divide em duas camadas, que afetam a visão. A retina é uma camada de tecido na parte posterior do olho. É composta pelas células cone e bastonete, responsáveis por  processar a luz que chega ao olho através das pupilas, enviando sinais visuais ao cérebro por meio do nervo óptico.

Portanto, pessoas com retinosquise apresentam em uma camada de células da retina que se dividem em duas partes. E em virtude disso, a anormalidade pode afetar a visão de diferentes formas, dependendo de onde ela surge na retina. Existem muitos tipos, onde podem surgir de forma hereditárias ou degenerativas. 

Por exemplo, pessoas que já nascem com a condição, provavelmente têm um tipo de retinosquise hereditária, como a retinosquise juvenil ligada ao X. Dessa forma a condição também pode se desenvolver ao longo da vida, assim sendo retinosquise degenerativa.

Tipos de retinosquise

Existem dois tipos:

  • Retinosquise ligada ao X juvenil
  • Retinosquise degenerativa (retinosquise senil)

Causas da retinosquise

A causa da retinosquise depende muito do tipo. Geralmente casos de retinosquise juvenil, é o resultado de uma mutação no gene RS1. Esse gene possui as informações de que o corpo precisa para produzir retinosquise. Alguns estudos sugerem que essa proteína mantém a retina funcionando adequadamente.

Quando há menos produção de retinosquise, a retina pode começar a se dividir. Essa divisão geralmente ocorre na área macular, que afeta a visão central. A causa da retinosquise juvenil em pessoas sem mutações no gene RS1 é menos clara. A degenerativa ocorre como resultado do envelhecimento da pessoa. A causa também não é bem clara, entretanto, a condição atinge mais adultos mais velhos.

Causa da retinosquise ligada ao X juvenil

O XJR é causado por uma alteração ou mutação em um gene na hora do desenvolvimento do feto. Entretanto, no caso das meninas, se elas pegam o gene problemático de um dos pais, elas carregam o distúrbio, mas não apresentam sintomas. Agora, se um menino pegar o gene alterado, ele irá desenvolver o distúrbio.

No entanto, se a mãe tiver o gene, suas filhas têm 50% de chance de serem portadoras, e seus filhos homens terão 50% de chance de ter o transtorno. Os homens que têm o gene não podem transmiti-lo aos filhos, mas as filhas serão portadoras do distúrbio.

Sintomas

A condição surge já no nascimento e geralmente afeta os dois olhos. Os sintomas podem aparecer já nos primeiros meses de vida. No entanto, alguns meninos são diagnosticados somente na fase escolar, onde começam a ter problemas para ler. Sua visão geralmente piora durante a infância e, em seguida, melhora por um tempo.

Mas, um homem de 50 ou 60 anos, pode ver sua visão piorar novamente. Dessa forma, muitas pessoas perdem parte da visão na idade adulta, porém, é raro a retinosquise causar cegueira.

Outros sintomas incluem:

  • Estrabismo
  • Hipermetropia 
  • Sangramento no olho (causado por vasos sanguíneos danificados)
  • Descolamento de retina (precisando de cirurgia para correção)

Diagnóstico:

O oftalmologista irá investigar se há rachaduras ou lacerações em sua retina. Os testes para retinosquise ligada ao X juvenil são:

  • Tomografia de coerência óptica (OCT): ondas de luz fazem imagens da retina
  • Ultra-som: as ondas sonoras criam imagens dos olhos, e podem mostrar se há sangramento no olho
  • Eletrorretinograma (ERG): mede a atividade elétrica na retina. Um sensor especial é colocado em cada olho. Assim você olha para uma luz piscando, e o médico vê como suas retinas respondem
  • Testes genéticos: investigam se há o gene RS1, que causa a retinosquise

Lembrando que pessoas com retinosquise juvenil devem fazer exames oftalmológicos regulares para verificar se há riscos de perda de visão.

Tratamento:

Nenhum medicamento ou cirurgia conseguem tratar uma retina dividida e o uso de óculos não irá ajudar muito se a sua visão estiver ruim por causa de danos nos nervos. Entretanto, os óculos podem te ajudar se você for míope (não enxerga de longe) ou tem  hipermetropia. Livros didáticos com letras grandes, telas de computador e outras ferramentas para visão subnormal podem ajudar as crianças na escola.

O sangramento ocular é tratado com laser ou frio (crioterapia) para fechar os vasos sanguíneos danificados na retina, e a cirurgia pode corrigir caso tenha um descolamento de retina. Os pesquisadores estão testando novos tratamentos para retinosquise. Um deles substitui o gene danificado por uma cópia de um gene saudável. Os tratamentos com células-tronco também estão em fases de estudo.

Retinosquise degenerativa (retinosquise senil)

Esse tipo, às vezes chamado de RS, geralmente afeta homens e mulheres entre 50 e 70 anos de idade, mas pode surgir mais cedo na vida. Não é tão grave quanto a forma juvenil e raramente causa perda de visão.

Causas:

A RS não é causada por um gene problemático, portanto, não é passada para os descendentes. Os médicos não sabem muito bem o porque a retina se deteriora ao longo que as pessoas envelhecem.

Sintomas:

Essa condição, geralmente não causa perda de visão ou outros sintomas e só é detectada em um exame oftalmológico, porém, com o passar do tempo algumas pessoas perdem um pouco da visão lateral.

E em casos raros, a retina pode se desprender.

Diagnóstico:

Os testes que seu médico oftalmologista pode pedir são:

  • Teste de acuidade visual: onde é verificado o quanto você consegue se concentrar
  • Teste de campo de visão: mede sua visão central e lateral
  • Oftalmoscopia com dilatação: é visto a parte de trás do olho, incluindo a retina
  • Exame com lâmpada de fenda: serve para obter uma visão total e tridimensional das diferentes partes do seu olho

Sintomas da retinosquise

A retinosquise pode afetar a capacidade de visão de uma pessoa. Como a condição afeta a visão dependerá de onde ela se desenvolve na retina. Por exemplo, a mácula é uma área da retina que produz a visão central. A retinosquise pode danificar a mácula, afetando a visão central.

A retinosquise na mácula afeta uma parte essencial da visão, o que permite que alguém veja formas e cores à sua frente. Problemas com a visão central podem dificultar a realização de atividades diárias, como ler ou dirigir.

O problema também pode afetar células fora da mácula, levando a problemas de visão periférica. Essas questões tornam difícil para uma pessoa ver coisas que estão fora do olhar central.

Diagnóstico da retinosquise

O diagnóstico é feito através da oftalmoscopia, com depressão escleral e exame de lente de contato. O outro olho também deve ser examinado pelo médico. Geralmente o diagnóstico de retinosquise, é feito durante um exame da parte posterior do olho (fundo), onde quaisquer rachaduras, lacerações ou rasgos podem ser identificados.

Uma outra ferramenta do diagnóstico, é a tomografia de coerência óptica (OCT), que usa ondas de luz para criar imagens da retina.

Tratamentos para retinosquise

A maioria dos casos de retinosquise não afeta a visão central e muitas vezes não requer tratamento. No entanto, existem algumas coisas que o médico pode recomendar:

  • Inibidores da anidrase carbônica: os inibidores da anidrase carbônica podem ajudar com os sintomas
  • Vitamina A: embora algumas pessoas tomem a tomem, não há evidências de que ela realmente seja eficaz como tratamento
  • Cirurgia: em casos extremos, a retinosquise pode levar ao descolamento total da retina que ocorre quando a retina se afasta da parte de trás do olho.

Visto que, pode levar à perda total da visão e pode ser necessária uma cirurgia para colocar a retina de volta no lugar. Se o descolamento for resultado de um pequeno rasgo, o médico poderá consertá-lo com tratamento a laser ou crioterapia.

Fatores de risco

O principal fator de risco para retinosquise juvenil é a genética, portanto, pessoas com histórico familiar têm maior probabilidade de desenvolver a doença. Para a degenerativa, o principal fator é a idade, e pessoas com mais de 50 anos têm maiores chances de desenvolver.

As chances de ter retinosquise também é maior em pessoas com outros problemas oculares, por exemplo, alguns fatores de risco para descolamento de retina incluem:

  • ferimentos no olho
  • cirurgia ocular
  • miopia severa
  • diabetes que afeta os vasos sanguíneos da retina

Quando procurar um médico

É normal que a visão se deteriore com a idade. O uso de óculos ou lentes de contato de grau, podem ajudar a corrigir a maioria dos problemas leves de visão. Entretanto, vale a pena visitar seu oftalmologista se o problema se tornar grave e afetar o seu dia-a-dia. O médico pode realizar alguns exames diagnósticos como por exemplo um eletrorretinograma, para verificar se há danos na retina.

Um eletrorretinograma mede a atividade elétrica na retina em resposta à luz. É aconselhável consultar um médico imediatamente se:

  • há um aumento repentino de pequenos pontos flutuando
  • aumento de flashes de luz que afetam a visão
  • sombras escuras que aparecem sobre o campo de visão
  • todos esses são sinais de descolamento de retina e requerem atenção médica imediata

E você, está em dia com a sua saúde ocular?

Você tem ou conhece alguém com retinosquise? Compartilhe a sua experiência aqui nos comentários! Assim, conseguimos ajudar outras pessoas. A retinosquise é um problema que pode surgir no nascimento e ao longo da vida. Entretanto, pode surgir em homens e mulheres entre 50 e 70 anos de idade.

Por isso, se você já têm o problema ou desconfia que têm, procure o seu oftalmologista e peça exames diagnósticos. Cuide da saúde dos seus olhos fazendo visitas regulares ao seu médico, não se exponha a luz em excesso e nem aos raios UV, sem a proteção de um óculos protetor.

E falando em exames, que tal realizar o nosso teste de acuidade visual?

Nós da Lenscope desenvolvemos um teste de visão com tecnologia exclusiva para seu conforto e precisão. E você pode realizar o teste em apenas 3 passos.

Realize o teste agora, é simples, rápido, online e gratuito!

retinosquise - teste de visão

 

Fontes:

Medicalnewstoday

Webmd

Wikipedia

Medicalnewstoday

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *