terçol ou conjuntivite

Terçol ou conjuntivite. Principais diferenças

Inchaço, ardência e vermelhidão nos olhos são sintomas comuns entre duas doenças oculares bastante conhecidas: conjuntivite e terçol. No entanto, tratam-se de inflamações diferentes e que possuem tratamentos distintos, por isso é importante saber diferenciá-las.

O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma inflamação da membrana conjuntiva, que reveste nosso globo ocular e nossa pálpebra.

O tipo de conjuntivite mais comum é a infecciosa, que geralmente é causada por vírus, apesar de também poder ter origem bacteriana. 

Veja a diferença de como acontece a conjuntivite viral e conjuntivite bacteriana:

Como surge a conjuntivite

A conjuntivite viral surge como um resfriado, ou seja, o contágio ocorre pelo ar, pelo contato com secreções ou através de objetos contaminados.

Diferentemente da conjuntivite viral, a conjuntivite bacteriana não é transmitida pelo ar e sim pelo contato com superfícies infectadas. Isso significa que só é possível ser contaminado quem tiver contato direto com a bactéria. 

Normalmente os focos de contaminação são ambientes quentes e úmidos, clima propício para a proliferação de bactérias em geral.

Além disso, a conjuntivite infecciosa pode ocorrer somente em um olho ou nos dois de uma vez. Também é muito comum em alguns casos a doença primeiro começar em um olho e depois se espalhar para o outro.

Sintomas

Os principais sintomas de conjuntivite são:

  • Inchaço na região dos olhos;
  • Secreção;
  • Vermelhidão;
  • Coceiras;
  • Dor ao piscar;
  • Sensação de areia nos olhos.

O que é terçol

Já o terçol ou tersol, irata-se de uma inflamação bacteriana que ocorre quando as glândulas Zeis e Mol ficam entupidas. Na prática, o terçol se assemelha a uma espinha e costuma surgir na borda da pálpebra inferior, causando inchaço e vermelhidão nos olhos. 

Aliás, muitas pessoas confundem terçol com calázio. O calázio surge na região superior da pálpebra, inflamando a glândula Meibomius.

Como surge

A inflamação surge quando as glândulas começam a produzir mais óleo que o normal. Esse aumento na produção geralmente acontece pelo acúmulo de cosméticos na região dos olhos ou até mesmo por causa da poluição do ar.

Sintomas

Os principais sintomas do terçol são:

  • Ardência
  • Coceira
  • Vermelhidão 
  • Inchaço 
  • Dor 

Com tantos sintomas em comum, é bem fácil confundir conjuntivite e terçol, não é mesmo? Se agora você está se perguntando quais são as diferenças entre as duas doenças, não se preocupe porque vamos te explicar a seguir!

Diferença entre conjuntivite e Terçol

A principal diferença entre conjuntivite e terçol é a localização da inflamação. A conjuntivite ocorre em uma membrana do olho, já o terçol acontece nas glândulas da pálpebra.

O aspecto das duas doenças também é diferente: enquanto o terçol forma uma espécie de espinha na pálpebra, a conjuntivite causa uma secreção amarelada nos olhos.

Outra diferença está na origem da infecção, já que o terçol é sempre bacteriano e a conjuntivite na maioria das vezes é viral.

Esses fatores são os mais importantes a serem avaliados na hora de diagnosticar qual é a doença em questão.

Outro ponto a ser analisado é a vermelhidão dos olhos. Como a conjuntivite é a inflamação da própria membrana, é normal que todo o olho fique vermelho durante a inflamação. 

No caso do terçol, a vermelhidão dificilmente se espalha para todo o olho. Normalmente apenas a área próxima do nódulo fica avermelhada.

Medir a temperatura ao redor dos olhos também é uma forma de diferenciar o terçol da conjuntivite. Isso porque somente o terçol causa mudança de temperatura, a conjuntivite não apresenta esse sintoma.

Portanto, analisar se a temperatura na região está mais elevada é um grande sinal de que se trata de uma inflamação nas glândulas.

E ainda falando em particularidades de cada doença, se por um lado o terçol não apresenta risco de contágio, a conjuntivite é altamente contagiosa! Tanto a infecção bacteriana, quanto a viral podem ser espalhadas rapidamente para outras pessoas. 

Por isso, quando uma pessoa é diagnosticada com conjuntivite, ela precisa ficar isolada durante alguns dias até a inflamação passar. No caso do terçol, é possível continuar com as atividades rotineiras sem risco de contaminar as pessoas ao redor.

Cuidados e prevenção

Se você já consultou um oftalmologista e descobriu que está com conjuntivite, além das recomendações passadas pelo médico, tem alguns cuidados simples que você deve ter. 

Por exemplo, limpar constantemente as pálpebras com água ou soro fisiológico irá ajudar a diminuir o incômodo nos olhos.

Agora se você está com terçol, o tratamento pode ser feito em casa mesmo, fazendo compressas de água quente e lavando os olhos com sabão neutro. Veja também os principais remédios para terçol.

E não se esqueça de que é possível se prevenir contra essas duas doenças! Para isso, é só não compartilhar objetos pessoais (como toalhas e maquiagens), lavar bem as mãos várias vezes ao dia e evitar coçar os olhos, principalmente se as mãos não estiverem limpas.

Você já conhecia a diferença entre conjuntivite e terçol? Ainda tem dúvidas para identificar essas doenças? Então não deixe de comentar aqui embaixo para que possamos te ajudar!

Terçol ou conjuntivite. Principais diferenças
Deixe sua avaliação



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Nós utilizamos a tecnologia a nosso favor e oferecemos uma experiência inovadora para você comprar as lentes para seus óculos sem sair de casa! E o melhor de tudo? Podendo ter as melhores lentes do mercado sem gastar uma fortuna para isso.

Pin It on Pinterest