tumor no olho

Tumor no olho: sintomas, causas e tratamentos

0
(0)

Receber o diagnosticado de um tumor no olho, não é algo desejado por ninguém. Um tumor é um grupo de células que se desenvolve de maneira diferente e é classificado como benigno, não canceroso. Ou maligno, canceroso. Os tumores oculares mais comuns, geralmente são causados por outro tipo. Normalmente tem origem no câncer de mama, próstata, intestino ou pulmão.

Tipos de tumor no olho

Existem dois tipos de tumores que podem surgir dentro do próprio olho. São conhecidos como: retinoblastoma ocorrem principalmente em crianças – e o melanoma, mais frequente em adultos brancos. 

O retinoblastoma é um tumor maligno que tem origem das células da retina, que é a parte do olho responsável pela visão. Pode afetar um dos olhos ou ambos. Aliás costuma ocorrer antes dos 5 anos de idade.

Entretanto o melanoma maligno acontece com mais frequência entre adultos de 60 a 65 anos de idade. Afinal seu surgimento ocorre pelo crescimento descontrolado das células conhecidas como melanócitos.

Entenda mais no artigo sobre tumores palpebrais.

Sintomas de tumor no olho

Um tumor ocular pode aparecer pela primeira vez como uma mancha escura na íris, a parte colorida do olho. Por isso caso você note a coloração, o melhor é informar seu médico. Ate porque é muito comum pessoas que sofrem de tumores oculares reclamarem de visão embaçada, por exemplo. Ou de moscas volantes. Mas, na maioria dos casos, as pessoas não apresentam nenhum sintoma de tumores oculares. Por isso eles costumam ser descobertos em exames de rotina.

Tumor no olho: benignos

Entre os tumores benignos mais frequentes estão por exemplo:

  • Nevos: é uma lesão caracterizada pelo aparecimento de uma mancha marrom no olho. Podem crescer na pálpebra ou dentro da parede ocular. A maioria é benigna. Mas, alguns podem evoluir para câncer.
  • Hemangiomas: pode se desenvolver do crescimento anormal de vasos sanguíneos dentro ou ao redor do olho. Esse é o tipo mais conhecido de tumor ocular não canceroso. Entre os sintomas estão, alterações na visão ou vermelhidão.

Tumor no olho: malignos

São vários os tipos de câncer que afetam os olhos. Entre eles estão por exemplo:

  • Orbitais: quando o globo ocular tem tecidos que o circundam (são chamados de órbita), atingidos. Isso inclui os músculos que movem o globo e os nervos ligados a ele.
  • Cânceres anexiais: as pálpebras e glândulas lacrimais são estruturas anexiais. Os cânceres anexiais se desenvolvem nesses locais.
  • Retinoblastoma: apesar de os sintomas não serem evidentes no início, o aumento da dor e a perda da visão, na maioria das vezes são sintomas.
  • Melanoma: geralmente se dá pela origem de manchas simples.

A maioria dos tumores no olho não produz sintomas. Mas, preste atenção aos sinais:

  • Perda de visão
  • Distorção visual
  • Glaucoma
  • Objetos flutuantes
  • Pupila de formato irregular
  • Flashes de luz
  • Olhos salientes
  • Inchaço na região ocular
  • Queimação ou coceira no olho

Causas para tumor no olho

As células do corpo humano podem crescer de forma anormal e criar uma massa que é o tumor. Alguns dos tumores oculares são tumores secundários causados ​​por cânceres que se espalharam. Vindos de outras partes do corpo, por exemplo da mama, pulmão, intestino ou próstata. Eles podem ser formados no olho, ao redor ou atrás.

Tumores benignos

Alguns surgem com o envelhecimento. Outros, como grandes lesões pigmentadas ou manchas. Mas, podem ser hereditários (genética) ou causados por exposição ao sol,  vento ou por problema médico.

Tumores malignos

O câncer é originado por mutações no DNA das células. Dentro delas, recebem instruções de quais funções desempenhar, por exemplo: crescer e se dividir. Então quando acontecem erros nessas instruções, pode ocorrer de a célula parar de desenvolver sua função normal e se tornar cancerosa.

Dentre os fatores que contribuem para que essas mutações genéticas aconteçam, estão as hereditárias ou as que ocorrem após o nascimento.

Fatores de risco para câncer no olho

Veja alguns fatores de risco para o desenvolvimento de câncer no olho, por exemplo.

Idade e raça

O tipo de tumor ocular conhecido como melanoma intraocular primário normalmente se desenvolve em pessoas com idade superior a 50 anos. Portanto, essa doença raramente ocorre em crianças e também pessoas com idade superior a 70 anos.

Histórico médico

Os tipos de câncer da pálpebra são carcinoma basocelular, carcinoma escamoso, carcinoma sebáceo e melanoma maligno.  Aliás o melanoma intraocular acontece com maior frequência em pessoas com pigmentação extra no olho ou na pele ao redor. 

Histórico familiar

É possível a transmissão hereditária:

– Melanoma intraocular: geralmente, se desenvolve devido a uma mutação ou alteração em um gene. Mas, a luz solar ou alguns produtos químicos podem aumentar o risco.

– Retinoblastoma: o câncer ocular afeta crianças pequenas e é causado por uma mutação genética. Inicia na retina, onde o tecido sensível à luz reveste a parte posterior do olho. As células nervosas da retina começam a crescer e se multiplicar. Depois, podem se espalhar para o olho e, provavelmente, para outras regiões do corpo.

Diagnóstico para tumor no olho

Como a maioria das doenças, a descoberta precoce permite mais possibilidades de tratamento. Apesar de nem todos os tipos de cânceres oculares serem ser detectados na fase inicial. No entanto, alguns deles apresentam sintomas que podem ser percebidos.

Por isso, a importância de agendar exames oftalmológicos com frequência. Pois, a maioria das doenças oculares não apresentam sintomas. Se seu médico percebe que há maior propensão de melanoma ocular, por exemplo. Os profissionais que podem identificar prontamente a diferença entre lesões oculares malignas e benignas são:

  • optometrista
  • oftalmologista
  • dermatologista, dependendo do tipo de crescimento.

Entretanto, se a lesão encontrada levantar suspeitas, será feita uma biópsia. Esse procedimento consiste na retirada de uma pequena parte para análise laboratorial.

Exames

Para o diagnóstico de câncer de olho, se houver suspeita de melanoma ocular, o médico pode recomendar alguns exames:

  • Exame ocular: seus olhos serão examinados cuidadosamente, por dentro e por fora. Vasos sanguíneos com dilatação na parte externa do olho costumam ser um sinal de tumor na parte interna. O médico pode então olhar profundamente dentro com a ajuda de um aparelho chamado oftalmoscópio indireto binocular (BIO). Esse instrumento usa lentes e uma luz brilhante para “ver” dentro do seu olho. 
  • Tomografia de Coerência Ótica (OCT): é um teste de imagem utilizado para captar imagens de dentro do olho.
  • Angiografia de fluoresceína: o corante fluoresceína é injetado no braço do paciente. A tinta se move pelo corpo e chega aos vasos sanguíneos da parte posterior do olho, permitindo a captação de imagens.
  • Biópsia com agulha fina: durante o procedimento, o especialista vai remover as células tumorais do olho com uma agulha. 

Aliás os casos de diagnóstico, os exames de imagem podem ser solicitados para mostrar se o câncer se espalhou para outras áreas.

Tratamentos de tumor no olho

Separamos alguns tratamentos para os tipos mais comuns de tumor no olho.

Tumor benigno

Lesões benignas são retiradas cirurgicamente. Também podem ser aplicados produtos químicos ou ser feita uma cauterização. Mas, a maioria dos casos benignos, são examinados a cada seis ou 12 meses para verificar se há alterações.

Tumor maligno 

No caso do tumor maligno, o tratamento possui dois principais objetivos que são por exemplo: diminuir o risco de progresso da doença e preservar a saúde dos olhos.

Dessa forma, o paciente faz uma série de tratamento e possivelmente passará por uma equipe multidisciplinar para aumentar a possibilidade de resultado bem-sucedido.

Entenda mais como funcionam alguns tratamentos, por xemplo:

  • Não cirúrgico: em casos de tumor pequeno, que não esteja crescendo rápido, nem causando dificuldades para o paciente, o médico poderá apenas acompanhá-lo. Mas, observando de perto seu desenvolvimento.
  • Cirurgia: caso o tumor atinja 10 milímetros de circunferência ou 3 milímetros de altura, os médicos podem recomendar a cirurgia para retirada de parte ou de todo o tumor. 
  • Radiação: geralmente é um tipo de raio-x, para exterminar células cancerosas. Mas, esse procedimento é agressivo, pode danificar células saudáveis e ter efeitos colaterais, por exemplo: olhos secos, queda dos cílios e visão turva.
  • Terapia a laser: a termoterapia transpupilar (TTT) é o tipo mais comum de tratamento a laser. Consiste em utilizar um feixe estreito e intenso de luz infravermelha no olho para reduzir um pequeno tumor. O procedimento, normalmente causa menos efeitos colaterais, comparado com a cirurgia e a radiação.

Após o tratamento do tumor no olho 

Sem dúvida alguma, o fim do tratamento com êxito será a parte mais feliz. Mas, após todo o tratamento, é possível que o paciente sinta insegurança e medo que a doença retorne. 

Essa insegurança costuma passar alguns anos após o fim do tratamento e quando não deixamos de fazer as consultas regulares de acompanhamento. Mas, à medida que o tempo passa, o paciente livre do câncer se sentirá mais confiante. Portanto, saiba que é importante levar a fase final do tratamento com a mesma importância do início. Não faltar às consultas de acompanhamento e relatar ao médico todos os sintomas.

Hábitos saudáveis e atenção aos sinais

Esteja atento aos sinais e caso tenha algum fator de risco associado ao desenvolvimento de câncer de olho, agende consulta com um oftalmologista para um exame completo.

Aliás, sempre esteja atento às manutenções, trocas de lentes e aplicações de proteções para garantir mais saúde à sua visão. Lembre-se de cultivar bons hábitos, com exercícios regulares e alimentação adequada. 

Aproveite para manter em dia seu cuidado com os olhos. Realize o teste de visão online e gratuito que nós, da Lenscope desenvolvemos para você. Fazer teste de visão gratuito e online.

Mas e você, gostou deste artigo? Então, deixe seu comentário e continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro de mais temas relacionados à saúde dos seus olhos. Afinal, temos novidades todos os dias.

Fontes:

VeryWellHealth

Hopkinsmedicine

Cancer.net

Webmd.com

Inca.gov.br

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *