usando óculos de grau pela primeira vez

Usando óculos de grau pela primeira vez: Guia completo Lenscope

3
(2)

Usando óculos de grau pela primeira vez nem sempre é uma experiência boa no começo. Isso porque alguns sintomas, como tontura, dores de cabeça e enjoos são comuns.

Mas é possível não ter esses sintomas ou pelo menos diminuir a intensidade deles quando você escolhe o óculos de grau certo para o seu estilo de vida e necessidade.

E é justamente pensando nisso que esse guia com 7 dicas da Lenscope vai te mostrar como usar óculos de grau pela primeira vez. 

Veja só e já vai anotando as dicas:

Dica 1: Saiba o formato do seu rosto

Usando óculos pela primeira vez, você vai perceber que os óculos de grau podem ter vários tamanhos e formatos. Por isso você precisa conhecer o formato do seu rosto para escolher a opção ideal.

Portanto, nossa dica 1 é justamente essa: lembre-se que você vai precisar usar o óculos por muito tempo. Ele precisa realçar os traços do seu rosto e ser confortável também, claro.

Nós da Lenscope criamos uma tecnologia inédita no Brasil e no mundo que permite o escaneamento do seu rosto, informando o formato e o tamanho do seu rosto.

Com essa informação, você fica sabendo por nossa ferramenta qual o tipo de armação mais indicada também.

Ficou curioso para experimentar?  Acesse nossa ferramenta gratuita e descubra qual o formato do seu rosto.

Os formatos de rosto que existem

Veja quais são os formatos de rosto que existem:

  • Rosto quadrado: o queixo é menos pontudo e mais quadrado, e o rosto tem um tamanho simétrico no geral. 
  • Redondo: o rosto redondo normalmente possui a curva do queixo mais sutil, e as medidas de comprimento do rosto e das maçãs do rosto são bastante semelhantes;
  • Oval: as medidas de comprimento e da maçã do rosto são bem parecidas. Quando a medida do comprimento é maior do que a largura das bochechas. E o queixo tem o formato mais arredondado;
  • Triangular: No rosto triangular, também chamado de rosto coração, o queixo tem a medida maior. Além disso, as medidas vão diminuindo de baixo, na região do queixo, para cima, na região da testa;
  • Rosto diamante: O rosto diamante é o oposto do rosto triangular. Nesse formato, o queixo é pontudo e tem a medida menor, enquanto as bochechas tem medidas maiores.

Dica 2: Saber o melhor tipo de lente para a sua necessidade

Usando óculos de grau pela primeira vez vai exigir de você conhecimento sobre a lente que vai precisar usar. 

De forma geral, existem dois tipos de lentes: 

  • Lentes para visão simples;
  • Progressivas(multifocais);

As lentes para visão simples são as indicadas para corrigir erros de refração como miopia, astigmatismo ou hipermetropia

Já as lentes progressivas são indicadas para tratar o problema de “vista cansada”, a presbiopia.

Esse problema afeta, geralmente, quem tem mais de 35 anos e são lentes desenvolvidas para atender de forma personalizada cada pessoa, por isso são um pouco mais caras também.

Para saber se você precisa de lentes progressivas, repare se na sua receita de óculos de grau tem o sinal de adição (+) no campo para perto.

Caso esse sinal não apareça na sua receita, você precisa tratar o seu problema de visão apenas com lentes para visão simples.

Dica 3: Saiba escolher o melhor material de lente para o seu grau e dia-a-dia

Agora a nossa dica 3 é sobre como escolher o melhor material de lente para o seu grau.

Essa escolha é fundamental, já que vai influenciar no resultado final do seu óculos. Isso porque dependendo do seu grau, um material é mais indicado do que outro para um resultado de lentes finas e leves.

Dentre as opções de materiais para lente de óculos de grau, temos:

  • Lentes de Acrílico (também chamada de CR-39 ou Orma ®);
  • Trivex;
  • Policarbonato;
  • Resina;
  • Vidro (conhecidas também por lentes de cristal ou Highlight)

Lentes de Acrílico

As lentes de acrílico (CR-39 ou Orma®) são indicadas para quem tem baixo grau, ou seja, para até 4 graus de miopia ou hipermetropia com 2 de astigmatismo. 

Aliás, esse material é o mais comum no mercado tradicional e sua principal característica é a leveza e resistência que oferece.

Outra característica desse tipo de lente é o seu índice de refração que costuma ser 1.50 ou 1.49.

Esse valor de índice de refração é considerado baixo e quanto menor o índice, mais grossas as lentes ficam.

Lentes Trivex

Já as lentes Trivex são indicadas se você tem até 4 graus de miopia ou hipermetropia com até 2 de astigmatismo, portanto, são recomendadas para baixo grau.

A característica dela é ser bem leve e muito resistente! Por isso, são muito sugeridas para crianças e esportistas, devido a sua resistência contra quedas e impactos.

As Lentes Trivex apresentam índice de refração 1.53 e outra característica dessas lentes é a nitidez que ela confere a quem estiver usando-a.

Além de ser utilizada para lentes comuns de graus, também são utilizadas para lentes progressivas (multifocais) e fotossensíveis.

Lentes de Policarbonato

Se você está procurando por lentes que garantem maior resistência e durabilidade, você deve optar pelas lentes de policarbonato. Para pessoas com até 4 graus de miopia ou hipermetropia com 2 de astigmatismo. 

Esse tipo de lente é bastante conhecido pela alta resistência contra impactos. Além disso, são consideradas lentes mais leves para quem apresenta baixo grau. 

O índice de refração das lentes de policarbonato é de 1.58 a 1.59 e quando comparamos com o índice de refração das lentes Trivex (que é apenas 1.53), notamos que o óculos fica 10% mais fino quando montadas na mesma armação e com o mesmo grau nas lentes.

E outra informação importante: quanto maior o índice de refração, mais finas as lentes serão!

Lentes de Resina

Se você tem alto grau de miopia ou hipermetropia, as lentes de resina são as mais adequadas. Caso você tiver alto grau – mais de 4 graus – com as lentes de resina seus óculos poderão ser mais finos.

Por isso que a escolha por essa lente é perfeita! Confira os índices de refração desse material:

  • 1.60 e 1.67: são recomendadas para casos de miopia moderada – entre 4 e 6 graus; 
  • 1.74: são indicadas para quem tem alto grau, mas a desvantagem é o custo delas;
  • 1.76: lentes ainda mais finas com índice de refração maior ainda. Estamos falando das Lentes Tokai 1.76.

Lentes de Vidro

As lentes de vidro (chamadas também por lente de cristal ou highlight) podem apresentar os índices de refração mais altos do que outros já mostrados aqui: 

  • 1.7
  • 1.8
  • 1.9

Por apresentarem elevado índice de refração, elas oferecem a chance de fabricação de lentes finas, mas em contrapartida a resistência dessas lentes é insuficiente, já que o vidro quebra com facilidade, certo?

Vamos para a próxima dica?

Dica 4: Saiba escolher os tratamentos das suas lentes para óculos

Outra decisão importante na hora de escolher o seu óculos de grau é optar pelos tratamentos certos que vão não só proteger a saúde dos seus olhos, como também garantir maior resistência às suas lentes. 

Dentre os tratamentos disponíveis para lentes de óculos de grau, destacamos os principais:

  • Antirreflexo: O antirreflexo atua como uma barreira para os reflexos indesejados que dificultam sua visão;
  • Antirrisco: O tratamento antirrisco ajuda a garantir a durabilidade e resistência de suas lentes;
  • Proteção 100% UV: Utilizar lentes com proteção UV 100% é importante para prevenir problemas oculares como a degeneração macular e também catarata; 
  • Contra micro-fissuras: Previne pequenas fissuras leves ou alguns riscos mais profundos;
  • Hidrofóbico: Camada que torna as lentes repelentes à água. Por conta desse tratamento, elas se tornam mais fáceis de limpar, evitando o embaçamento de seus óculos;
  • Oleofóbico: A camada oleofóbica age como uma barreira que repele a gordura, fazendo com que suas lentes sejam mais fáceis de limpar.

Não deixe de comprar lentes novas que tenham já estes tratamentos fundamentais. A Lenscope oferece várias opções de lentes para óculos com os principais tratamentos inclusos, sem custos adicionais. 

Dica 5: Se você passa muitas horas do dia nas telas digitais, dê preferência para as lentes com filtro de luz azul:

A dica 5 é especialmente para você que passa muitas horas do dia exposto às telas digitais. 

É inevitável; estamos em um mundo que vive conectado e passamos mais tempo expostos à luz azul violeta, um espectro da luz azul prejudicial à nossa saúde ocular.

A luz azul violeta é prejudicial aos nossos olhos e você tem contato com ela de diferentes formas:

  • Luz fluorescente
  • Lâmpadas CFL (lâmpadas fluorescentes compactas)
  • Luz LED
  • Televisores LED de tela plana
  • Monitores de computador, smartphones e telas de tablets

Os tipos de luz azul que existem

Antes de você saber o motivo pelo qual a luz azul violeta é tão ruim para os nossos olhos, é preciso saber que existem dois tipos de luz azul, sendo uma benéfica e outra não. 

A luz azul turquesa, um dos espectros de luz azul, é muito benéfica para nossa saúde, já que ajuda a regular o ciclo circadiano e mantém nosso ciclo do sono saudável, além de contribuir para produção de vitamina D e a produção do hormônio da sensação do bem-estar, a serotonina. 

O mesmo não acontece com a luz azul violeta que pode afetar diretamente a saúde da nossa mácula, retina, lentes e córnea.

Essa luz pode trazer sérios danos à nossa visão e ao nosso sono também. Isso acontece porque a luz azul violeta bloqueia a nossa produção do hormônio de melatonina.

Esse hormônio é responsável por passar a mensagem para nosso corpo de que é hora de dormir.

Mas existe uma forma segura de se proteger, por meio do uso das lentes com filtro de luz azul.

Protegendo-se da luz azul

O tipo de lente para óculos que protege nossos olhos da luz azul também atende pelo nome de Blue Light ou Blue Control. Ela filtra a luz azul violeta prejudicial aos nossos olhos, impedindo que ela chegue a nossa retina.

Ou seja, essas lentes bloqueiam a luz nociva (luz azul violeta) e deixam passar apenas a luz azul boa para visão (luz azul turquesa).

Os principais benefícios do óculos com lentes de filtro azul são:

  • Diminuição da fadiga ocular;
  • Melhora na qualidade do sono;
  • Redução ou até mesmo eliminação das fortes dores de cabeça causada pela exposição excessiva das telas digitais;
  • Melhora na produção de melatonina (hormônio que regula o sono);
  • Proteção a longo prazo na retina, ajudando na prevenção de doenças como catarata e degeneração macular.

Ficou interessado(a)? Faça o seu orçamento para ter lentes com filtro de luz azul.

É de graça e oferecemos todo o suporte para você tirar as suas dúvidas. 

Dica 6: Saiba o tamanho da armação

Quanto maior a armação, mais grossas as lentes podem ficar. Então, para quem tem mais de 4 graus de miopia ou hipermetropia, é importante saber o tamanho do óculos. 

Só para você ter ideia, cada parte da sua armação influencia também na montagem do óculos. Veja só:

  • Medida do aro: se você possui mais de 4 graus de miopia ou hipermetropia, essa é a medida mais importante para se levar em conta, pois ela influencia bastante no resultado final da espessura das lentes e do aspecto fundo de garrafa. Para alto grau, armações de tamanho de aro de até 50mm são as mais indicadas.
  • Tamanho da ponte: O tamanho da ponte é importante para que o óculos acomode-se bem no seu nariz. Evite escolher óculos que tenha essa medida grande, pois pode prejudicar a centralização do óculos em seu rosto. 
  • Tamanho das hastes: Dê preferência para modelos em que a haste se encaixe na orelha. Hastes muito longas vão fazer seu óculos cair e, as muito curtas, fazem com que o óculos fique apertado em seu rosto.

Além de saber sobre esses detalhes na hora de comprar a sua armação, não esqueça que outros fatores influenciam, como o material da armação que para alto grau deve ser de acetato por serem armações de aro fechado e grossas.

Pensando em te ajudar, a Lenscope também pode indicar qual o melhor tamanho que a sua armação deve ter, levando em conta o seu grau.

Acesse nossa ferramenta gratuita para descobrir a armação perfeita para você usar

Dica 7: Entenda a receita do seu óculos

Por último, mas não menos importante, vamos te contar a nossa dica 7 e que é sobre a importância em entender sua receita de óculos usando óculos de grau pela primeira vez.

Isso porque ela vai te mostrar exatamente qual o problema de visão que você tem e qual o seu grau. Sem correr o risco de cair na conversa de lojas e óticas que tentam vender óculos para você sem realmente atender a sua necessidade e estilo de vida.

Ao mesmo tempo que sabemos da importância em entender sobre a receita, sabemos que essa tarefa nem sempre é fácil. Mas também não é difícil. 

Olha só esse vídeo que preparamos para você.

Os símbolos e abreviações presentes nas receitas de óculos

  • OE: Olho Esquerdo
  • OD: Olho Direito
  • PL/PLANO: Você não tem grau na coluna que estiver preenchido essa informação
  • ESF: Esférico
  • CIL: Cilíndrico
  • DNP: Distância Naso Pupilar
  • DP: Distância Pupilar
  • AD: Adição
  • AV: Acuidade Visual
  • VL: Visão de Longe
  • VP: Visão de Perto
  • VI: Visão Intermediária

Sabendo disso, o próximo passo é entender o que os sinais representam na sua receita. Os sinais podem ser positivo ou negativo e cada um vai indicar um tipo de problema de visão:

Identificando se você tem miopia, hipermetropia ou astigmatismo

  • Miopia: Sinal Negativo (-)
  • Hipermetropia: Sinal Positivo (+)
  • Astigmatismo: Coluna CIL e EIXO, na sua receita, devem estar preenchidas.

Agora, com relação ao grau, é preciso que você conheça sobre cada um deles:

  • Grau Esférico da lente (coluna ESF): Nela vai estar indicado quantos graus de miopia ou hipermetropia você tem, em cada olho;
  • Grau Cilíndrico: Vai indicar se você possui ou não astigmatismo. Se a coluna CIL estiver preenchida, é lá que vão estar as informações corretas do grau das lentes para correção;
  • Coluna Eixo: O grau de astigmatismo não é colocado em toda a lente, só em um determinado eixo do astigmatismo. Portanto, junto com a coluna CIL preenchida, a coluna EIXO deve vir acompanhada.

E com relação ao campo adição na receita do óculos, caso ele esteja preenchido, indica que você precisa usar lentes multifocais, ou seja, lentes que possuem os campos de visão para perto e para longe.

Fontes e referências

BR Business Review

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *