Descolamento de retina: o que é, causas e como tratar

  • por
deslocamento de retina

O descolamento de retina é a separação da retina, estrutura transparente e sensível à luz, localizada na parte posterior do olho. Isso é extremamente prejudicial, já que a retina acaba deixando de receber nutrientes. E, se não for tratado logo, pode levar à cegueira. Além disso, é por meio do descolamento de retina que a degeneração celular da área afetada se inicia.

No post de hoje, vamos tratar sobre esse assunto, além de contar quais tratamentos existem para esse problema de visão. Prontos? Vamos lá!

O que é a retina?

A retina é uma membrana muito fina e bastante flexível que serve como revestimento interno do nosso globo ocular. É, por exemplo, graças a ela que a imagem que focalizamos é convertida em impulsos elétricos, através do nervo óptico, até chegarem ao cérebro, onde ocorre o processamento do que estamos vendo. Por esse motivo, a posição da retina em nosso olho é tão importante de ser preservada. Veja como é o descolamento de retina.

O descolamento de retina

O descolamento de retina acontecendo quando a membrana que reveste o nosso globo ocular, a retina, acaba se movimentando, adquirindo uma posição não adequada. As causas para isso acontecer são diversas.

Segundo o médico Drauzio Varella, o descolamento de retina é considerado condição de saúde ocular grave e que precisa ser tratada o quanto antes! Vamos então conhecer as causas para acontecer essa condição na retina. Leia a seguir.

Causas do descolamento de retina 

As causas para o descolamento de retina são variadas, mas preparamos a seguir os principais motivos para você conhecer:

Ruptura na retina 

Algumas doenças oculares ou até o traumatismo craniano podem causar fissuras e até rasgos na retina. Assim, o gel vítreo, que fica localizado entre o globo ocular e a retina,  caso esteja no estado líquido, pode penetrar por trás da retina.

Tração na retina

Esta condição para a retina se descolar é mais comum em pacientes diabéticos, que sofrem com as complicações da doença, sendo a mais comum a retinopatia diabética.

Acúmulo de líquido sob a retina

Infelizmente, algumas inflamações ou outras doenças oculares podem acabar ocasionando o acúmulo de líquidos sob a retina, nos vasos sanguíneos ou nos tecidos dos olhos. Assim, esse acúmulo de líquido pode fazer as camadas da retina se separarem. 

Grau elevado de miopia 

Em casos de grau elevado de miopia, o globo ocular é mais longo do que o normal, além da retina ser mais fina e, portanto, mais fácil de se descolar. 

Saiba como a lesão na retina pode estar associada ao novo coronavírus.

Sintomas do descolamento de retina

Dentre os sintomas mais comuns do descolamento de retina, destacamos:

  • Moscas volantes no campo de visão – elas aparecem como manchas escuras, parecendo insetos voando diante de nossos olhos;
  • Flashes de luz quando você movimenta seus olhos ou a cabeça – é mais fácil de perceber esse sintoma quando você olha para um objeto cujo fundo é escuro
  • Visão embaçada e turva 
  • Formação de sombra central ou periférica – vai depender da região da retina afetada
  • Perda da visão – para os casos graves e avançados da condição

É importante salientar que os sintomas do descolamento de retina costumam não ser dolorosos, por isso, é preciso cuidado para não demorar pra buscar ajuda médica especializada. Ainda mais se você apresentar algum fator de risco para a condição. 

Fatores de risco para o descolamento de retina

Existem alguns fatores que poderão influenciar ou não para você apresentar o descolamento de retina. Antes de tudo, lembre-se de que este problema pode aparecer em qualquer idade, mas costuma ser mais comum após os 40 anos.

Veja a lista que preparamos para você entender:

  • Histórico familiar para a condição
  • Diabetes não controlado
  • Glaucoma
  • Grau elevado de miopia
  • Tumores oculares
  • Inflamações oculares
  • Trauma no olho, na face ou na cabeça
  • Cirurgia anterior para remoção da catarata 
  • Envelhecimento natural dos olhos
  • Tabagismo 
  • Descolamento anterior da retina 
  • Quimioterapia 

Deu para ver que são inúmeros os fatores, não é mesmo? Por isso, a ida ao oftalmologista é tão importante para o tratamento, após o diagnóstico.

Diagnóstico

O diagnóstico do descolamento de retina é realizado por meio de exames de vista específicos, como o “fundo de olho” ou ultrassonografia. 

No exame do “fundo de olho” é preciso dilatar a pupila e após o dilatamento, o médico consegue avaliar, com uma lente de aumento e foco de luz, possíveis rasgos, furos, ou formação de bolsa de líquido em sua retina.

Como tratar o descolamento de retina?

O tratamento vai depender da gravidade do problema, além da extensão do descolamento. Vale lembrar que apenas o seu oftalmologista é capaz de avaliar o quadro e prescrever o melhor tratamento. Após o diagnóstico, o médico poderá prescrever um dos seguintes tratamentos:

 Criopexia

Esse processo consiste no congelamento da retina, aplicado através de uma sonda, e é realizado quando a retina ainda não foi descolada, mas corre o risco de isso acontecer. Assim, o processo consiste em impedir infiltração do vítreo sobre a retina e o resultado do congelamento é a formação de uma cicatriz que protege esta membrana. 

Retinopexia pneumática

Esse procedimento consiste em injetar uma bolha de ar ou gás diretamente no olho. Assim, esse procedimento vai obstruir o buraco formado na retina, impedindo a passagem de líquido por trás dela.

Outro ponto observado é que após esse procedimento, a retina volta ao lugar que deve estar, na parede do fundo do olho. O gás ou o líquido injetado são depois, aos poucos, reabsorvidos pelo organismo.

Retinopexia 

Esse procedimento consiste em implantar uma faixa de silicone ou uma esponja de silicone ao redor do globo ocular, atingindo a esclera do olho (a parte branca do nosso olho). Assim, fica mais fácil para a retina ter um apoio e não sofrer descolamento. 

Virectomia 

O procedimento já é um pouco mais agressivo, no sentido de tratar não apenas lesões na retina, como a ruptura ou descolamento, como também tratar outros problemas oculares. São realizadas microincisões na região para remoção do vítreo e qualquer outro tipo de tecido que esteja “puxando” a retina. 

Após esse passo, o médico injeta bolhas de água ou gás para recolocar a retina no lugar. Esse procedimento, em muitos casos, é feito em conjunto com a retinopexia. 

Cirurgia a laser

Uma das opções para tratar do problema são as cirurgias a laser, conhecidas por fotocoagulação. Basicamente, o médico dirige um feixe de laser na retina que sofreu uma ruptura, assim, uma espécie de “solda” é formada na região afetada pegando toda a parte da retina até o tecido, criando uma cicatriz na ruptura.  

Resultados dos procedimentos cirúrgicos

O seu médico irá avaliar qual o tratamento mais recomendado, mas a boa notícia é que mais de 90% das pessoas que sofrem com o descolamento de retina podem ser tratadas logo na primeira intervenção cirúrgica. No entanto, os resultados podem demorar alguns meses para aparecer. Além disso, em alguns casos, poderá ser necessário realizar mais de uma vez um procedimento cirúrgico.

Inclusive, os resultados vão depender do quanto a sua retina estava afetada antes da cirurgia, já que em casos avançados da doença, mesmo com a cirurgia, o paciente não volta a enxergar bem. Mas, relembrando, isso apenas o seu médico poderá avaliar. 

Tratando o descolamento de retina com óculos de grau

Como você já sabe, um dos fatores de risco para o descolamento de retina é o grau elevado de miopia. Sendo assim, que tal tratar do problema logo de início, para evitar complicações? Antes de tudo, lembre-se sempre de se consultar com o médico para renovar sua receita de óculos.

Onde comprar meu óculos de grau para miopia?

O óculos de grau é um tratamento bastante acessível, mas deve ser escolhido da maneira correta, com lentes de qualidade, que atendam a necessidade dos seus olhos e tragam conforto visual. Pensando nisso, a Lenscope uniu o útil ao agradável!

Somos um serviço de venda de lentes para óculos pela internet e transformamos o processo de compra de um óculos de grau em simples, prático e muito mais acessível! Tanto que você pode fazer isso sem sair de casa!

Você adquire o seu óculos pelo nosso site e recebe na sua casa, sem preocupação nenhuma, e se tiver dúvidas, também pode falar com a nossa equipe durante o processo.

Além disso, você não precisa se preocupar, pois oferecemos garantias a mais do que você encontra nas óticas físicas tradicionais. Prova disso é que todas as nossas lentes contam com certificado de autenticidade e garantia contra possíveis defeitos de fabricação.

 Somos a primeira marca no Brasil a oferecer até 100 dias para você provar e amar nossas lentes. Se não gostar, é só falar com a gente. Nós devolvemos seu dinheiro.

Se interessou? Todas as nossas lentes para alto grau de miopia podem ser consultadas em nosso site.

Faça um orçamento de nossas lentes mais finas, indicadas pra alto grau de miopia.

Evite o descolamento de retina

Vimos no artigo de hoje que o descolamento de retina pode aparecer em qualquer idade, sendo mais comum a partir dos 40 anos de idade. Além disso, existem alguns fatores de risco, como elevado grau de miopia, histórico familiar ou complicações da diabetes não controlada.

No entanto, é possível reverter a situação com procedimentos seguros e indolores É preciso, antes de tudo, prestar atenção aos sintomas, como formação de moscas volantes no campo de visão, além de realizar exames para o diagnóstico correto.

Aliás, você pode se prevenir deste problema simplesmente indo ao oftalmologista periodicamente, mesmo sem apresentar um problema de visão aparente. Agora queremos que você conte para gente nos comentários se conhecia todos os tratamentos para descolamento de retina. Já realizou algum deles?

Escreva sua dúvida também, porque vamos querer te ajudar!

Fontes:

Mayo Clinic 

WebMD

American Academy of Ophthalmology

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.


Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *