conjuntivite alérgica

Conjuntivite alérgica: sintomas e tratamentos

Conjuntivite alérgica é uma reação alérgica não contagiosa causada pelo contato com algum alérgeno, como poeira ou pelos de animais.

Ao contrário de outros tipos de conjuntivite, a conjuntivite alérgica costuma afetar os dois olhos simultaneamente, provocando coceira e vermelhidão na região inflamada.

Acompanhe a leitura para entender mais sobre o assunto.

Conjuntivite alérgica não é contagiosa

Você sabia que a conjuntivite alérgica não é contagiosa? 

A conjuntiva é a membrana do olho que reveste nossa pálpebra. Quando essa membrana inflama, nós temos a conjuntivite. No caso da conjuntivite alérgica, essa inflamação ocorre quando a pessoa entra em contato com uma substância que provoca uma reação alérgica. 

Apesar dos sintomas serem bastante parecidos com outros tipos de conjuntivite, a conjuntivite alérgica se diferencia por não ser contagiosa e por afetar ambos os olhos

Inclusive, existem alguns tipos de conjuntivites alérgicas, cada um causado por diferentes fatores. Confira abaixo:

Conjuntivite Sazonal

Trata-se de um tipo de conjuntivite que ocorre em quem tem asma ou rinite. Essa alergia ocular costuma apresentar sintomas mais leves e normalmente se manifesta durante uma temporada de pólen específica.

Seu pico acontece durante a primavera, final do verão ou início do outono e desaparece durante os meses de inverno. Isso porque esse tipo de conjuntivite é provocada por esporos de fungos ou pólen de árvores e plantas características dessas épocas que mencionamos.

Conjuntivite Primaveril

Esse tipo de conjuntivite alérgica costuma acontecer no período entre a primavera e o outono, também provocada pelo excesso de pólen espalhado pelas flores.

Infelizmente o alérgeno da conjuntivite primaveril ainda é desconhecido, o que torna a doença mais grave que outros tipos de conjuntivite.

Outra curiosidade é que a doença também é mais comum em meninos de 5 a 20 anos que sofrem de eczema, asma ou alergia sazonal.

Conjuntivite Papilar Gigante

A conjuntivite papilar gigante é causada pela alergia às lentes de contato. Ocorre na maioria das vezes quando as lentes são usadas incorretamente, sobretudo as lentes de contato gelatinosas.

A inflamação pode surgir pela contaminação da lente de contato ou por alergia a algum componente das lentes.

Temos um material completo aqui no blog sobre conjuntivite, confira para saber mais sobre essa doença.

Apesar de serem doenças distintas, existem alguns sintomas comuns dos tipos de conjuntivite alérgica que você precisa se atentar antes de procurar ajuda médica.

Nós da Lenscope trouxemos os principais deles para você conhecer. Confira a seguir.

Sintomas da conjuntivite alérgica

Existem sintomas bastante comuns que indicam um possível quadro de conjuntivite alérgica. Entre os principais deles estão a ardência em ambos os olhos e o prurido (coceira).

Esses são os sinais típicos da conjuntivite alérgica, seja ela primaveril, sazonal ou papilar gigante.

Além do ardor e da coceira, a conjuntivite alérgica também costuma causar.

  • Vermelhidão nos olhos;
  • Inchaço;
  • Secreção mucóide;
  • Sensação de areia nos olhos;
  • Lacrimejamento;
  • Coriza e espirros (característicos de reações alérgicas).

Ao perceber algum desses sintomas, não hesite em procurar ajuda médica para realizar o diagnóstico e iniciar o tratamento ideal. 

Veja a seguir os principais tratamentos da conjuntivite alérgica.

Tratamentos para conjuntivite alérgica

Antes de iniciar um tratamento para conjuntivite alérgica, é importante consultar um médico especialista primeiro.

Isso porque é o diagnóstico do tipo de conjuntivite que irá determinar qual será o tratamento mais recomendado para cada caso.

Além disso, os medicamentos que combatem à conjuntivite só podem ser comprados com prescrição médica. Ou seja, a automedicação não é possível e muito menos indicada neste tipo de situação.

Conheça agora os tratamentos ideais para conjuntivite.

Colírios e remédios para conjuntivite alérgica

Existem vários colírios e remédios indicados para a conjuntivite alérgica. São eles:

  • Androcortil
  • Betametasona
  • Celestone
  • Cetirizina
  • Decadron
  • Dexametasona
  • Dexavison
  • Dexclorfeniramina
  • Ebastel
  • Flanax
  • Fumarato de Cetotifeno (xarope)
  • Hixizine
  • Maleato de Dexclorfeniramina
  • Prednisolona
  • Polaramine
  • Predsim

Soro fisiológico

Outra forma de diminuir os sintomas da conjuntivite alérgica consiste em limpar constantemente os olhos com soro fisiológico.

Além de amenizar os desconfortos, a higienização dos olhos também ajuda a controlar a evolução da doença.

O que fazer para não pegar conjuntivite alérgica

Apesar de haver vários medicamentos contra a conjuntivite alérgica, a melhor forma de de não pegar conjuntivite alérgica é se prevenir.

Por se tratar de uma reação alérgica ocular, existem diversas maneiras de evitar o desenvolvimento da doença.

As principais dicas para não pegar conjuntivite alérgica são:

  • Evitar acúmulo de pó em cortinas, tapetes, bichos de pelúcia  e qualquer outro objetos que podem acumular poeira;
  •  Não coçar os olhos;
  • Varrer a casa com auxílio de pano úmido, para não levantar a poeira;
  • Forrar travesseiros e cobertores para não ter contato com lã;
  • Evitar contato com plantas e animais;
  • Evitar focos de mofos ou locais úmidos.

Curiosamente, quem usa óculos de grau também tem menos chances de contrair conjuntivite. Isso porque o óculos funciona como uma barreira protetora aos olhos.

E aqui uma curiosidade: os óculos de grau também atuam como uma barreira de proteção para contrair o novo Coronavírus a partir dos olhos.

Por isso, agora recomendam-se tanto dar preferência para o óculos de grau em relação às lentes de contato.

Inclusive, alguns tipos de lentes para óculos te ajudam a diminuir o incômodo dos sintomas causados pela conjuntivite.

O principal tipo de lente para esses casos, são as lentes fotossensíveis que escurecem e clareiam de acordo com a luminosidade do ambiente. É devido a essa característica que ela ajuda a reduzir a sensibilidade à luz, além de proteger os olhos contra os raios UV.

Conheça as lentes fotossensíveis e Transitions da Lenscope.

Lentes fotossensíveis e Transitions são diferentes?

Na prática, lentes Transitions e lentes fotossensíveis quer dizer a mesma coisa! Mas o nome para essa tecnologia é fotossensível e Transitions é o nome da primeira marca que usou a fotossensibilidade das lentes em seu produto.

Funciona assim: ela protege os olhos sendo ativadas pelos raios UV e quanto maior for a intensidade dos raios solares, mais escuras as lentes vão ficar.

Por exemplo, se você estiver num lugar sem a luz do sol, as lentes vão ficar na sua aparência original, ou seja, transparentes.

Além disso, as lentes fotossensíveis protegem os olhos dos raios UV, diminuindo o cansaço e desconforto pela claridade, proporcionando conforto visual em qualquer tipo de iluminação que você estiver.

E cada marca (Essilor, Hoya, Zeiss, Lenscope) atribui um nome para sua lente fotossensível.

Aqui na Lenscope, nós trabalhamos com duas marcas, dependendo da sua necessidade.

As lentes fotossensíveis da Lenscope que ajudam nos sintomas da conjuntivite alérgica

Na Lenscope, nós temos 2 tipos de lentes fotossensíveis que escurecem e clareiam dependendo da luminosidade do ambiente que você estiver:

  1. As Lentes Lenscope Poli 1.59 Fotocroma, indicadas para quem tem até 4 graus
  2.  Lentes Tokai 1.76 Transitions, indicadas para quem tem mais de 4 graus.

As Lentes Lenscope Poli 1.59 Fotocroma

São as lentes fotossensíveis de marca própria da Lenscope e indicadas para até 4 graus de miopia ou hipermetropia com até 2 graus de astigmatismo.

São de policarbonato, 30% mais finas e mais leves com o índice de refração de 1.59. Acompanham os tratamentos de:

  • Antirreflexo
  • Antirrisco
  • Proteção 100% UV

Saiba mais sobre as Lentes Lenscope Poli 1.59 Fotocroma.

As Lentes Tokai 1.76 Transitions

São as lentes de resina Transitions mais finas do mundo, capazes de proporcionar óculos mais fino mesmo para quem tem alto grau de miopia, hipermetropia ou astigmatismo. 

Por isso, são indicadas para quem mais de 4 graus de miopia ou hipermetropia e também quem tem alto grau de astigmatismo.

Acompanham os tratamentos de: 

  • Antirreflexo, 
  • Antirrisco
  • Proteção 100% UV
  • Camada oleofóbica
  • Camada hidrofóbica 
  • Proteção contra micro-fissuras

Saiba mais sobre as Lentes Tokai 1.76 Transitions.

O que é a Lenscope?

Nós somos um serviço pioneiro no Brasil de venda de lentes para óculos pela internet.

Usando a tecnologia ao seu favor, somos capazes de eliminar uma série de intermediários entre você e a melhor lente para óculos para o seu grau.

Com isso, você tem acesso a lentes de qualidade, por um preço muito mais justo e, principalmente, mais acessível.

Desde 2016, trabalhamos em direção a um propósito bem claro: criar um mundo onde todos possam enxergar com clareza. Um par de olhos de cada vez. Esperamos poder te ajudar a enxergar bem em breve também.

Veja como é fácil fazer um orçamento online e 100% gratuito em nosso site.

Já teve Conjuntivite Alérgica?

Se você chegou até aqui, agora já sabe que a conjuntivite alérgica é um tipo específico de conjuntivite causada por uma reação alérgica.

Assim como a conjuntivite viral e bacteriana, os principais sintomas são a coceira e ardência nos olhos.
Por isso, se seus dois olhos estiverem vermelhos e coçando, saiba que é hora de procurar ajuda médica.

O uso de óculos de grau pode nos ajudar a proteger os olhos contra a conjuntivite. No entanto, não se esqueça de realizar exames de vista periódicos para acompanhar a mudança do grau ou saber se é preciso comprar novos óculos.

Mas agora queremos saber de você. O que achou do artigo? Já conhecia esse tipo de conjuntivite?

Conta pra gente aqui nos comentários.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Pin It on Pinterest