daltônico pode dirigir

Daltônico pode dirigir? Entenda aqui

5
(2)

Daltônico pode dirigir, sim. Mas, você sabia que  até 2012, condutores de veículos diagnosticados com daltonismo não podiam dirigir, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB)?

Pois, esse panorama mudou a partir da publicação de uma resolução do CTB, visando a inclusão social e o direito de ir e vir de condutores daltônicos. Isso, partindo da ideia de que não são as cores do semáforo, mas a ordem em que as luzes se posicionam nos semáforos, como suficiente para orientar quem não consegue distinguir algumas cores. 

Acompanhe esse artigo  e descubra um pouco mais sobre o daltonismo, como essa condição impossibilitou que condutores dirigissem por tanto tempo e, também, algumas maneiras para amenizar os sintomas dessa condição. Vamos lá? 

Daltônico pode dirigir? Sim, pode. 

Atualmente, o daltônico pode dirigir, como também pode trabalhar como motorista. Mas nem sempre foi assim.

Segundo a Legislação brasileira, a Resolução n.º 80, de 19/11/1998, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), exigia na avaliação oftalmológica que na visão cromática o candidato fosse capaz de distinguir as cores verde, amarelo e vermelho. 

No entanto, a partir de 2012, mais exatamente após a publicação da Resolução n.º 425/12, que determina que o candidato a tirar ou a renovar a carteira nacional de trânsito (CNH) não tem mais a necessidade de distinguir as cores verde, amarelo e vermelho. 

Ao invés de distinguir as cores, agora o candidato precisa somente saber as posições em que se localizam as luzes no semáforo. Portanto, desde 2012 os daltônicos podem conduzir veículos automotores sem qualquer restrição, já que não é necessário distinguir as cores nas placas de trânsito que orientam os condutores no trânsito.

Entenda o daltonismo

O daltonismo é uma deficiência visual de origem genética que faz com que seus portadores não reconheçam corretamente as cores. Sua origem genética vem do cromossomo X. Por isso é mais comum a ocorrência do daltonismo em homens, que têm  os cromossomos XY, do que nas mulheres, que têm os cromossomos XX. 

Logo, se o homem herdar o cromossomo X imperfeito, manifestará a deficiência. Ao passo que uma mulher que herde o cromossomo X com a doença, poderá compensar a condição com o outro cromossomo.

Há quatro variações do daltonismo e o modo como atinge as pessoas:

  • Deuteranopia: dificuldade de enxergar a cor verde, que atinge 75% dos portadores.
  • Protanopia: aqui, é a cor vermelha que os portadores têm dificuldade para enxergar e representa 24% dos casos.
  • Tritanopia: versão mais rara do distúrbio, onde fica comprometida a cor azul e atinge somente 1% dos portadores.
  • Acromatopsia: nessa variação, a forma mais rara do daltonismo, o portador enxerga somente em branco e preto. Atinge 1 a cada 20 mil daltônicos.

Além dos tipos de daltonismo, existe também o grau com que o distúrbio se manifesta em cada portador.  Confira o teste rápido para daltonismo e mais informações sobre esse distúrbio nesse artigo do blog

Sabia que o daltonismo pode ocorrer na vida adulta?

Na maioria dos casos, a pessoa já nasce daltônica. No entanto, há casos relatados de daltonismo adquirido na vida adulta. Por acontecerem em circunstâncias mais graves, os sintomas do daltonismo, quando adquirido em idade adulta, são mais graves e podem estar relacionados a condições mais perigosas à saúde.

Os principais fatores que podem causar daltonismo adquirido são:

  • lesões neurológicas;
  • descolamento de retina;
  • tumores cerebrais;
  • traumatismos;
  • efeitos tóxicos de drogas e alguns solventes industriais.

Há também algumas doenças que contribuem para o desenvolvimento do daltonismo adquirido na vida adulta:

  • Glaucoma;
  • Diabetes;
  • Degeneração macular;
  • Alzheimer;
  • Mal de Parkinson;
  • Leucemia;
  • Anemia falciforme, entre outras.

Daltonismo tem cura?

Não há cura para o daltonismo nem um tratamento específico, por enquanto. Por isso, o único recurso que não corrige o daltonismo, mas melhora o contraste é a utilização de lentes de óculos ou de contato com filtros de cor.

Conheça uma  seleção de modelos de óculos para daltonismo, além de mais informações úteis sobre esse acessório que ajuda na qualidade de vida do daltônico.

No entanto, quando o daltonismo for um defeito adquirido e não uma herança genética, pode regredir ou estabilizar desde que a causa do distúrbio seja combatida e o paciente responda bem ao tratamento.

Problemas de visão que podem te atrapalhar a dirigir

Daltônico pode dirigir tranquilamente. Mas, há algumas outras condições que podem prejudicar a condução de veículos com plena segurança e influenciar negativamente no teste de visão para a CNH.

A seguir, citaremos algumas dessas condições:

  • Ceratocone: é uma doença ocular progressiva que faz com que a córnea enfraqueça e desfigure. Trata-se da doença que causa mais acidentes de trânsito entre jovens.
  • Visão monocular: ocorre quando a pessoa enxerga apenas com um olho. Por isso, há uma sensível redução do campo de visão do condutor.
  • Estrabismo: define-se como uma disfunção do músculo ocular. É por isso que condutores com essa condição ficam restritos a tirar a CNH apenas nas categorias A e B. 

No entanto, é importante ressaltar que embora dificultem, essas condições têm tratamento e não impossibilitam o condutor de dirigir em segurança.

Lentes de óculos para dirigir

Todos nós sabemos da importância da visão no ato de dirigir, não é? Afinal de contas, é esse o sentido mais necessário para dirigirmos em segurança.

Portanto, tanto motoristas que apresentam problemas de visão ou não, são beneficiados pelo uso de óculos projetados especialmente para melhorar a visão ao dirigir. Nesse sentido, seu uso aumenta o conforto, o campo de visão e, por último, mas não menos importante, diminui reflexos indesejados que podem prejudicar a visão do motorista e até causar acidentes.

Visão em dia para um trânsito mais seguro

Como já dissemos aqui no post, a visão é o sentido mais importante para dirigir. Portanto, é muito importante que você, leitor, visite regularmente seu oftalmologista. Também fique atento a qualquer mudança na sua visão, já que o diagnóstico precoce aumenta muito a eficácia do tratamento. 

Dessa forma, você evitará surpresas desagradáveis quando tirar a primeira ou renovar sua CNH. Nós, da Lenscope, estamos comprometidos com a qualidade da visão de nossos leitores e, por isso, acreditamos que o acesso a informações sobre saúde visual  é importante. Então, assine nossa newsletter para receber diariamente novidades e informações sobre a saúde dos olhos. 

Além disso, investimos muito em tecnologia para criar soluções para você. Como, por exemplo, o nosso teste de visão, desenvolvido por especialistas, que indica se você tem miopia ou astigmatismo e se o seu grau aumentou.

Fazer teste de visão online e gratuito.

daltônico pode dirigir - teste de visão

Fontes: 

American Academy of Ophthalmology

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *