oftalmologista infantil

Oftalmologista infantil: entenda a importância e quando levar seus filhos

0
(0)

Como crianças pequenas não conseguem descrever com precisão seus sintomas, é papel do oftalmologista infantil driblar os empecilhos para examiná-las, realizar exames e prescrever óculos ou lentes de contato, se necessário. Não apenas por isso, mas inúmeros fatores fazem com que levar seu filho a um oftalmologista pediatra seja indispensável.

Então, continue lendo para saber o quão importante é e quando levar seu filho ao oftalmologista infantil!

A importância do oftalmologista infantil

Primeiro, o oftalmologista infantil frequenta a faculdade de medicina e, em seguida, recebe treinamento adicional em doenças oculares. E então ele se torna um oftalmologista. Apenas depois, ele completa o treinamento no diagnóstico e tratamento de distúrbios oculares em crianças. 

Somando a isso, eles são preparados e adquirem experiência para cuidar de crianças de forma que elas se sintam confortáveis e cooperativas na hora dos exames, uma vez que crianças têm dificuldades para relatar sintomas. 

Apenas após esse longo processo de preparo, é que o oftalmologista infantil começa a atender. Veja adiante o que ele faz!

O que faz o oftalmologista infantil

O oftalmologista infantil pode diagnosticar e tratar todas as doenças e distúrbios oculares e realizar cirurgias quando necessário. Um pouco diferente do optometrista que faz diagnósticos mais voltados para a análise.

Muitas pessoas tratam profissionais responsáveis pela saúde dos olhos como oculista. A verdade é que o oculista pode escolher se capacitar nas duas áreas de atuação: oftalmologista e optometrista.

Independente disso, se seu filho tem um problema de visão e está tendo dificuldade em ler ou aprender, um oftalmologista infantil é quem irá tratá-lo da forma adequada.

O mesmo vale caso a criança precise de cirurgia ou tratamento médico para uma doença que afete os olhos. Neste caso, um oftalmologista tem experiência e qualificações para fazer os procedimentos necessários.

Tratamentos realizados com oftalmologista infantil

O oftalmologista infantil pode diagnosticar, tratar e gerenciar todos os problemas oculares infantis. Contudo, geralmente, é possível contar com eles para:

  • Exames oftalmológicos;
  • Cirurgia, microcirurgia e cirurgia a laser (para problemas como músculos oculares fracos, estrabismo, olhos errantes, dutos lacrimais bloqueados, problemas de retina e infecções);
  • Diagnóstico de problemas oculares causados por doenças do corpo, como diabetes ou artrite reumatóide juvenil (ARJ) e outras doenças médicas e neurológicas;
  • Diagnóstico de distúrbios de processamento visual;
  • Tratamentos para lesões oculares;
  • Prescrever óculos e lentes de contato.

Quando procurar um oftalmologista infantil

Muitos problemas oculares potencialmente graves começam na infância, mas podem passar despercebidos. Por isso, o oftalmologista infantil deve fazer um exame nos olhos do seu filho ao nascer. E, após isso, a criança deverá passar por exames regulares. 

O recomendado é que a criança visite o oftalmologista a cada 6 meses até que ela complete 2 anos. Após essa idade, a consulta deverá ser anual até os 10 anos, quando o sistema ocular está completamente formado. Contudo, há problemas que requerem visitas extras ao médico. Por isso, é preciso sempre prestar atenção.

Problemas comuns na saúde ocular de crianças

Os oftalmologistas infantis são hábeis em reconhecer sinais sutis de um problema ocular que um bebê ou uma criança pequena não consegue descrever. Conheça alguns problemas oculares comuns em crianças.

Dutos lacrimais bloqueados

Essa condição relativamente comum ocorre na infância, quando uma membrana do ducto lacrimal que drena para o nariz não abre após o nascimento. As lágrimas não podem escorrer, causando olhos lacrimejantes perpétuos e possíveis infecções oculares. A maioria dos casos se resolve sem tratamento. No entanto, alguns bebês precisam de uma massagem suave ou de um procedimento cirúrgico para abrir a membrana.

Catarata pediátrica

A maioria das cataratas se desenvolve em pessoas mais velhas. Mas algumas crianças nascem ou desenvolvem na infância como resultado de outras doenças, como diabetes. A catarata é um turvamento do cristalino que pode causar visão turva ou dupla. Algumas requerem cirurgia.

Ambliopia ou olho preguiçoso

A ambliopia é uma condição em que a visão de um olho é reduzida porque o olho e o cérebro não estão funcionando juntos corretamente. O olho pode parecer normal, mas o cérebro favorece o olho bom. Se não for tratada, a visão pode ficar permanentemente prejudicada. Em alguns casos, a ambliopia é causada pelo estrabismo. Esta é a causa mais comum de problemas visuais em crianças. O tratamento inclui colírios especiais ou tapa-olho para forçar o olho preguiçoso a funcionar.

Estrabismo

O estrabismo é uma condição em que os olhos se cruzam ou vagam. Um olho pode olhar diretamente para a frente, enquanto o outro se move para cima, para baixo ou para fora. O tratamento para estrabismo também inclui colírio para fazer o olho considerado fraco “trabalhar” mais.

Uveíte

A uveíte é uma inflamação está localizada dentro do globo ocular e é uma causa importante para o olho vermelho. Se não for diagnosticada e tratada de forma rápida, a uveíte pode causar cicatrizes significativas e perda de visão. Este é um obstáculo para as crianças, pois às vezes elas não apresentam olhos vermelhos ou dor.

Sintomas em crianças que exigem atenção

A detecção precoce de problemas oculares pode proteger a visão de seu filho. Ainda mais hoje em dia, quando as crianças passam muito tempo em frente às telas dos aparelhos eletrônicos. Porque isso aumenta os riscos de miopia infantil.

A miopia em crianças é uma condição que ocorre por conta do uso excessivo de aparelhos eletrônicos. Esse contato intenso com as telas faz a pupila engrossar e atrofiar aos poucos, condição que dificulta as crianças a enxergarem de longe.

Apesar de os dispositivos digitais colaborarem para o surgimento da miopia em crianças. Esta condição pode ser também um fator genético. Ou seja, pode ser adquirido se algum familiar já é míope.

Uma criança que tem miopia ou outro problema de visão, normalmente, apresenta dificuldades na escola e inquietação. Contudo, outros sintomas podem ser sinais não apenas de miopia, mas de outros problemas de visão graves, são:

  • Olhos lacrimejantes de forma persistente;
  • Esfregar os olhos com frequência;
  • Sensibilidade à luz;
  • Material branco ou amarelo na pupila (falta de reflexo vermelho);
  • Vermelhidão que não desaparece;
  • Pus ou crosta nos olhos;
  • Olhos cruzados ou errantes;
  • Estrabismo;
  • Inclinação frequente da cabeça ou virada do rosto;
  • Pálpebras caídas ou olhos esbugalhados;
  • Olhos movendo-se para frente e para trás involuntariamente.

Se seu filho apresentar algum desses sintomas, procure um oftalmologista infantil, pois ele pode precisar de exames mais frequentes.

Visita ao oftalmologista infantil e exames em crianças

O recomendado é levar seu filho a um oftalmologista infantil para fazer um exame oftalmológico abrangente até ele completar 1 ano de idade e repetir antes do jardim de infância, mesmo sem qualquer problema ocular evidente. 

Os pediatras realizam exames oftalmológicos logo após o nascimento e nos primeiros anos de vida. Estes exames podem detectar uma variedade de anormalidades no reflexo de luz da pupila, nos aspectos externos do olho e no alinhamento ocular.

Contudo, esses exames são mais importantes em crianças que:

  • Têm um irmão ou pai com um grande problema ocular, como olho cruzado ou virado (estrabismo) ou olho preguiçoso (ambliopia);
  • Têm um problema ocular detectado por um pediatra;
  • São suspeitos pelos pais de terem um problema nos olhos.

Porém, há condições ou anormalidades não diagnosticadas que podem levar à perda de visão, mas que podem ser revertidas se forem detectadas precocemente.

Por exemplo, crianças com olho preguiçoso respondem bem ao tratamento. Da mesma forma, aquelas que sofrem de olhos cruzados, que envolvem um ou ambos os olhos voltados para dentro ou para fora, também podem ser tratadas. Por isso é importante fazer um exame mais abrangente mesmo sem problemas aparentes.

Não espere pela escola

Se você tiver dúvidas sobre a visão do seu filho, não hesite em agendar um exame. A maioria das crianças faz um teste de visão antes de entrar no ensino fundamental. Mas o ideal é que seu filho faça antes de começar o jardim de infância ou a pré-escola.

Considere seu histórico familiar

Tal como acontece com muitas outras doenças, é mais provável que o seu filho tenha problemas se houver histórico de alguma condição na família. 

Portanto, se este é o seu caso, é melhor começar a monitorá-lo desde o início. Afinal, quanto antes identificar um problema de visão, maiores são as chances de reverter a condição. Mas, caso seu filho precise de óculos, é importante também saber escolher o item ideal para a sua idade.

Escolha os óculos ideal para a idade da criança

Caso a criança seja diagnosticada com algum problema ocular que precise usar óculos, a armação deve se adequar ao rosto do seu filho para que ele se sinta confortável. Por isso, ao escolher uma armação de óculos infantil, o ideal é considerar a idade e o estilo da criança.

Há uma variedade enorme de armação de óculos infantil no mercado. Por isso, é indispensável exigir segurança e conforto para os olhos da criança. Ao escolher uma para seu filho, confira a qualidade dos óculos pelo tipo de material usado na fabricação e tenha em mente que o metal não é um material recomendado. Os melhores materiais de armação para óculos infantil são:

  • Armação de silicone;
  • Material grilamid (injetados);
  • Resina amorfa termoplástica;

Teste de visão com desenhos

Algumas pessoas se preocupam sobre como seus filhos farão o teste de visão uma vez que eles ainda não sabem ler. Contudo, é possível fazer teste de visão com desenhosQuando analfabetos ou crianças que ainda não sabem ler ou escrever precisam se consultar com o oftalmologista, os testes podem ser realizados dessa forma. 

Além de que há uma infinidade de métodos para testar a visão, como os cartões de Teller, a tabela Snellen e o Cardiff cards, por exemplo. Afinal, todos têm direito a enxergar bem, não é mesmo?

Mas, independente disso, é importante lembrar que a saúde dos olhos não depende apenas das consultas regulares ao oftalmologista. Manter bons hábitos é fundamental não apenas para a saúde do corpo, mas para a saúde dos olhos. E, isso vale para crianças e adultos.

Para isso você pode deve fazer exercícios físicos regularmente, manter uma boa alimentação e aprender constantemente sobre como cuidar da saúde visual.

Sabia que além disso, agora você pode testar sua visão de forma totalmente online e gratuita. Faça nosso teste de visão exclusivo e saiba como estão seus olhos!

Fonte

Webmd

Healthychildren

Nationwidechildrens

Uhhospitals

Clevelandclinic

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *