fotofobia

Fotofobia ou sensibilidade à luz: sintomas e tratamentos

Fotofobia é a sensibilidade ou intolerância à luz, podendo acontecer em decorrência da exposição à luz artificial ou natural. 

Não se trata de uma doença, mas os sintomas podem incomodar bastante e ocasionar desconforto nos olhos de quem convive com essa condição.

Portanto, a fotofobia não é um problema de visão, mas sim uma condição visual que a pessoa pode apresentar. 

É importante lembrar, inclusive, que todos nós apresentamos sensibilidade a certa claridade, já que existem diferentes graus da fotofobia.

Entretanto, para pessoas que possuem outros problemas de visão, os sintomas podem ser mais intensos e, assim, causar maior desconforto.

É comum que a fotofobia apareça como sintoma de doenças oftalmológicas, como a catarata, conjuntivite, glaucoma, olho seco, entre outras. 

Quem possui olhos claros (azul ou verde), também possui maior sensibilidade à luz. Isso acontece porque a cor azul e verde apresenta menor pigmentação e, portanto, maior sensibilidade a claridade.

Um outro fator que pode determinar a intensidade da fotofobia é o tamanho da pupila. Quanto maior o tamanho da pupila, maiores as chances de ser mais sensível a claridade.

Mas, existem muitas formas de prevenção e tratamentos que vão ajudar. Por esse motivo, continue lendo nosso artigo e descubra como se prevenir e tratar o problema.

Vamos nessa?

O que causa fotofobia?

A fotofobia não é uma doença ocular. Porém, muitas vezes o sintoma é causado por motivos ligados ou não a sua visão.

Inflamações ou infecções podem facilitar o surgimento dos sintomas da fotofobia, já que irritam os olhos e geram desconforto em ambientes muito iluminados.

É por isso que doenças oculares, como a catarata, olho seco, glaucoma ou conjuntivite contribuem na intensidade dos desconfortos

Além disso, existem outras causas que facilitam o aparecimento dos sintomas da fotofobia.

Um dos problemas de visão que apresenta, na maioria das vezes, os sintomas é o astigmatismo

A causa astigmatismo é um problema na córnea dos olhos que se estendeu para um formato irregular, apresentando um formato oval.

Isto provoca um erro refrativo que distorce a luz quando esta entra nos olhos.

Dessa forma, múltiplos pontos focais são formados quando o normal seria que houvesse apenas um ponto de foco na retina do olho.

É por esse motivo que, quem tem astigmatismo, enxerga os objetos que estão próximos e longe um pouco ou muito embaçados, dependendo do grau.

A fotofobia tem como causa fatores ligados a problemas oculares e outros considerados como condição natural.

Veja as causas oculares para a fotofobia:

  • Doenças da Córnea
  • Doença, lesão ou infecção nos olhos
  • Doenças da retina
  • Conjuntivite
  • Olhos Secos

Confira as causas não oculares para a fotofobia:

  • Enxaqueca
  • Uso errado de medicamentos
  • Uso excessivo ou inadequado de lentes de contato
  • Lesão na cabeça
  • Albinismo

Principais sintomas de fotofobia (sensibilidade à luz)

  • Lacrimejamento
  • Dor nos olhos
  • Visão borrada
  • Inchaço nos olhos
  • Vermelhidão dos olhos
  • Dor de cabeça
  • Coceira nos olhos

fotofobia

Um dos fatores que pode determinar o surgimento dos sintomas da fotofobia é o uso excessivo de aparelhos eletrônicos.

Tv, celular, tablets ou computadores emitem uma luz prejudicial à saúde de nossos olhos, quando expostos com frequência e por tempo prolongado.

Esses aparelhos emitem uma luz nociva aos olhos, a luz azul violeta. Essa luz causa fadiga ocular, dor de cabeça e pode ocasionar danos a sua retina a longo prazo.

Por isso, cada vez mais os médicos recomendam óculos que filtram a luz azul. Dessa forma, proporcionando melhor conforto visual, reduzindo os sintomas típicos de fotofobia 

Tratamentos

A melhor maneira de tratar a fotofobia é descobrir a causa dessa condição. 

Uma vez encontrada a causa, o tratamento é melhor prescrito e o resultado se torna mais eficiente.

Isso ocorre porque, em muitos casos, a fotofobia pode desaparecer quando o fator responsável pela intolerância a claridade é devidamente tratado. 

Muitos profissionais especializados indicam o uso do óculos de sol com proteção UV.

Assim como apostar no uso de óculos com lentes fotossensíveis podem ser uma ótima solução, já que elas bloqueiam 100% dos raios do Sol e se adaptam conforme a claridade do ambiente.

Assim, quando precisar sair para ambientes com muita claridade, você estará cuidando de sua saúde e oferecendo para você mesmo maior conforto.

Elas também são ótimas para pessoas que apresentam miopia e astigmatismo, pois não é necessário trocar, toda hora, o óculos de grau pelo de sol. 

É o maravilhoso “dois em um”.

Aliás, em alguns casos, o uso das lentes de contato pode funcionar como tratamento, mas isso vai depender do que o seu profissional especializado sugerir.

Prevenção

Apesar de não existir uma cura para a sensibilidade à luz, existem formas de prevenção. Por isso, listamos abaixo para você:

  • uso de colírios lubrificantes (de acordo com recomendação médica);
  • uso moderado de aparelhos eletrônicos;
  • consumo de alimentos ricos em betacaroteno, vitamina B6, E, C;

Tem um ditado que diz que “prevenir é o melhor remédio” e acreditamos nisso!

Então, para prevenir a fotofobia, não deixe de consultar, periodicamente, o oftalmologista e realizar exames de rotina.

Considerações finais

Fotofobia é muito comum entre as pessoas e ela está presente nos sintomas que ela provoca.

Portanto, se você apresenta: ardência nos olhos, dor de cabeça e dos olhos, lacrimejamento, visão embaçada, entre outros, procure um médico o quanto antes.

Lembre-se dos tratamentos existentes e converse com seu médico especializado.

Lentes fotossensíveis são ideais para pessoas com astigmatismo e que apresentam fotofobia. Isso porque as lentes de adaptam de acordo com a intensidade dos raios UV.

Além dela, existem outras opções de tratamento para os sintomas, como uso de óculos de sol e, em alguns casos, lentes de contato.

Não se esqueça de ficar atento a quantidade de horas que você passa em frente ao computador ou conectado nas redes sociais. Faça intervalos regulares e não deixe de lubrificar sua vista e apostar no uso de acessórios que protejam seu olho.

Agora queremos saber de você!

Você possui fotofobia? Qual fator desencadeou os sintomas e qual tratamento você realiza? 

Conta pra gente nos comentários e, se quiser, deixe sua dúvida também!

fotofobia

Fotofobia ou sensibilidade à luz: sintomas e tratamentos
Média 5 de 1 votos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenscope

Nós utilizamos a tecnologia a nosso favor e oferecemos uma experiência inovadora para você comprar as lentes para seus óculos sem sair de casa! E o melhor de tudo? Podendo ter as melhores lentes do mercado sem gastar uma fortuna para isso.

Pin It on Pinterest