Astigmatismo

Astigmatismo: o que é, sintomas, tratamentos e muito mais

4.4
(7)

O astigmatismo é um problema de visão que causa dificuldade para ver perto e de longe. Para entender as causas do astigmatismo, tratamentos, cirurgias, óculos e lentes de contato utilizadas para corrigir essa condição, é só acompanhar nosso guia completo.

O que é astigmatismo

O astigmatismo é um erro refrativo conhecido por provocar dificuldade para ver de perto e de longe e, geralmente, vem acompanhado de miopia e hipermetropia, outros problemas de visão bastante comuns. O astigmatismo ocorre devido ao formato da córnea, que é diferente em quem tem essa condição quando comparamos com quem não tem dificuldade para enxergar.

Aqueles que não tem astigmatismo, por exemplo, tem a córnea com um formato oval, parecido com um bola de basquete. Ou seja, a córnea tem o mesmo grau de curvatura em toda a sua extensão. Assim, há apenas um ponto de foco de luz e a visão é nítida.

Já naqueles que tem astigmatismo, o formato da córnea é diferente. Nesse caso, é mais parecido com uma bola de futebol americano, com algumas áreas mais “rasas” e outras mais “fundas” que as outras. Por isso, a luz se propaga de maneira mais difusa, causando diversos pontos de foco de luz, quando o normal seria que houvesse apenas um ponto de foco na retina do olho. Por isso, quem tem astigmatismo, enxerga os objetos que estão próximos e longe, um pouco ou muito embaçados, dependendo do seu grau de astigmatismo.

Astigmatismo

Nós também exploramos esse tema em uma série de vídeos lá nosso canal no Youtube. Clique no vídeo a seguir para assistir.

O que causa o astigmatismo 

As causas do astigmatismo são distintas, indo desde ao fator genético, até mesmo por doenças, cirurgias ou lesão ocular. Mas, considerando o formato do olho, é o formato irregular da córnea que dá origem ao problema.

No entanto, trata-se de uma condição bastante comuns que, quase sempre, também é hereditária. Dessa forma, se seus pais usam óculos e tem esse problema de visão, as chances de você precisar usar óculos devido ao astigmatismo também são maiores. Saiba mais sobre outras causas desse problema a seguir:

Hereditariedade 

Você tem mais chances de desenvolver astigmatismo quando existem outros casos do problema de visão em sua família. Isso ocorre por conta da genética. Ou seja, você já nasce com predisposição a ter ou a desenvolver a condição.

Doença, cirurgia ou lesão ocular

Outro fator que pode causar astigmatismo é um trauma na córnea do olho. Além disso, doenças oculares, como ceratocone, ou infecções oculares e até mesmo cirurgias também podem contribuir.

Um exemplo de procedimento cirúrgico que pode ocasionar lesão que leva ao astigmatismo é a cirurgia LASIK, mais conhecida como cirurgia a laser para correção de problemas refrativos. Da mesma forma, a extração de catarata, entre outros procedimentos, pode ocasionar o problema. No entanto, é bastante raro de acontecer.

Sintomas de astigmatismo

Os sintomas de astigmatismo mais comuns são:

  • Visão embaçada
  • Dificuldade em ler de perto: leitura de livros
  • Dificuldade em ler de longe: placas de trânsito na estrada
  • Confundir letras parecidas, por exemplo trocar um M por H
  • Confundir números parecidos, como 8 e 0
  • Vista cansada
  • Fotossensibilidade
  • Dores de cabeça ou nos olhos
  • Necessidade de apertar os olhos para enxergar com nitidez
astigmatismo

Principais sintomas

Então, se você tem um desses sintomas, é ideal que procure atendimento médico especializado para avaliar a sua saúde ocular, está bem?

teste online para descobrir astigmatismo

Quais os tipos de astigmatismo

Existem vários tipos de astigmatismo e vamos te explicar melhor sobre eles agora:

Astigmatismo regular e irregular

Cerca de 95% dos casos de astigmatismo são ocasionados pela curvatura irregular da córnea, podendo ser do tipo regular ou irregular.

Astigmatismo regular

Esse é o tipo mais comum, o astigmatismo corneano regular dá à superfície do olho uma forma mais oval. Acontece quando os principais meridianos estão separados por 90º, perpendicularmente um ao outro.

Além desse tipo, existem ainda o astigmatismo corneano regular contra a regra com os meridianos que estão separados por 180º, sendo comum em idosos. Por último, temos o astigmatismo regular oblíquo que é diagnosticado em meridianos principais que estejam situados entre 30º-60º e 120º-150º.

Astigmatismo irregular

Já no astigmatismo irregular, a córnea é muito desigual uma da outra (os meridianos não são perpendiculares, ou seja, ângulos retos). Dessa forma, pode acontecer cicatrizes quando há ceratocone, ou após uma cirurgia ocular. Dentro do irregular existem outros dois tipos: macro-irregular e micro-irregular.

O astigmatismo macro-irregular é formado de uma área íngreme ou plana com cerca de 2mm de diâmetro. Já o astigmatismo micro-irregular é quando várias irregularidades se juntam, podendo ser plana, íngreme ou micro.

Outros tipos de astigmatismo 

Além do tipo regular e irregular, existem outros tipos desse problema de visão que também são comuns e você precisa conhecer.

Astigmatismo Miópico

Muito comum entre as crianças e nesse tipo a luz que entra no olho chega a dois pontos focais, ambos com formação antes da retina. No entanto, cada um é formado em um local. Sendo assim, temos dois pontos de erro de refração: astigmatismo e miopia.

Astigmatismo Hipermetrópico 

É frequente tanto em homens como em mulheres e pode também afetar crianças. Além disso, é necessário que seja diagnosticado logo, pois pode ser irreversível.

Neste tipo, a luz que entra no olho é formada por dois pontos focais atrás da retina e em posições diferentes e no caso estes pontos significam a presença de astigmatismo e hipermetropia (dificuldade em enxergar de perto).

Astigmatismo Misto

É quando há diversos pontos focais antes ou depois da retina.

Astigmatismo infantil 

O astigmatismo pode afetar crianças, sendo mais comum do que parece. Então, é interessante você entender melhor sobre os sintomas e até quais as causas mais comuns. Portanto, papai e mamãe, leiam a seguir e fiquem tranquilos, pois existe tratamento.

astigmatismo infantil

Causas do astigmatismo infantil

As causas do astigmatismo infantil são semelhantes ao de uma pessoa adulta, ou seja, a curvatura da córnea ou cristalino do olho é irregular. Além disso, existem os principais fatores que podem aumentar as chances de uma criança desenvolver a condição, são eles:

  • Histórico familiar – A ciência investiga que pode ser hereditário, ou seja, é transmitido de pai para filho.
  • Tabagismo durante a gravidez – Mulheres que fumam durante a gravidez oferecem riscos aos bebês de desenvolverem o problema de visão
  • Miopia – Se uma criança já é diagnosticada com miopia, ela tem maior probabilidade de desenvolver o astigmatismo miópico
  • Hipermetropia – Se a criança já tem hipermetropia é mais provável que ela desenvolva astigmatismo também. 

Sintomas do astigmatismo em crianças

Agora, vamos te contar sobre os sintomas! Olhe só:

  • Sensibilidade à luz – É possível que a criança sinta que a visão fica embaçada, com listras ou manchas em ambientes de alta luminosidade, causando grande desconforto e reclamações da criança.
  • Esfregar os olhos com frequência – Quando uma criança esfrega os olhos com frequência é sinal de que ela pode estar cansada, além do cansaço visual ao tentar enxergar um objeto.
  • Fechar  um olho e apertar o outro para conseguir enxergar melhor – Crianças com astigmatismo para conseguir enxergar bem podem inclinar a cabeça para o lado ou fechar um olho enquanto tentam enxergar. 
  • Sentar muito perto da tela da televisão ou aproximar outras telas digitais do rosto para conseguir enxergar com nitidez – É comum que crianças com o problema de visão podem precisar aproximar telas digitais para conseguirem ver com nitidez. 

Além desses sintomas, é interessante que você pergunte à criança sobre o que ele sente quando, por exemplo, aproxima demais as telas digitais do rosto.

Pergunte se fazer isso ajuda a enxergar melhor ou então, de forma mais sutil, questione o porquê está agindo dessa forma. Isso porque as crianças quase sempre relatam problemas de visão a partir de seus comportamentos, por isso, atenção a todos esses detalhes.

Leia mais sobre astigmatismo infantil.

Como é a visão de quem tem astigmatismo

Se você tem astigmatismo, a sua visão é diferente de alguém que não tem esse problema de visão. É muito comum, por exemplo, você enxergar luzes distorcidas à noite, enquanto dirige. Luzes dos faróis de outro carro, de postes de iluminação ou até do semáforo ficam distorcidas, amplas e até estrelar, não sendo nada natural.

visão de quem tem astigmatismo

Exemplo mostrando como é a visão de quem tem astigmatismo

Leia para saber mais sobre como é a visão de quem tem astigmatismo.

Diferentes graus de astigmatismo

Existem diferentes graus de astigmatismo, sendo eles baixo, médio e alto.

Inclusive, é o grau desse problema de visão que vai influenciar a gravidade da condição, exigindo diferentes tratamentos. Por exemplo, pode ser que você tenha 0.50 ou 0.75 de astigmatismo, mas nesse caso o tipo de grau não necessariamente exige uso de óculos. Já para um grau a partir de 1.50 é necessário usar óculos ou lentes de contato. 

classificação do grau de astigmatismo

Classificação do grau de astigmatismo

Astigmatismo baixo ou médio 

O astigmatismo baixo ou médio é aquele cujo grau varia com valores menores que 1.00 (para casos de baixo grau), até grau 2.00 (grau médio).

2 graus de astigmatismo é muito?

2 graus de astigmatismo não é considerado como grau alto, ainda. No entanto, é preciso fazer o tratamento com óculos de grau ou cirurgia refrativa. Aliás, o uso de óculos de grau é a opção mais comum e econômica para quem precisa corrigir astigmatismo.

Astigmatismo alto

O grau do astigmatismo é considerado alto a partir de 4 graus ou mais. Neste caso, além do uso de óculos de grau e lentes de contato, a cirurgia refrativa pode ser indicada para tratar o problema. 

astigmatismo alto

Óculos com alto grau de astigmatismo com as Lentes Tokai 1.76, as lentes de resina mais finas do mundo

Como diagnosticar astigmatismo

O diagnóstico é feito em consulta com oftalmologista. Por isso, nada de fugir! É importante para tratar desse e outros problemas, sempre realizar exames periódicos.

Prepare-se para a consulta

Existem três tipos de profissionais da saúde que podem te atender quando pensamos em óculos de grau ou em diagnóstico de doenças oculares e problemas de visão. Veja abaixo:

  • Oftalmologista
  • Optometrista 
  • Oculista 
  • Diferenças entre oftalmologista e optometrista. 

Teste de astigmatismo

Para o diagnóstico, o oftalmologista realiza exames específicos:

  • Exame oftalmológico 
  • Retinoscopia
  • Técnica de fotoqueratoscopia
  • Teste duocromático

Teste online de astigmatismo

Agora, se você está terminando de ler esse artigo e já desconfia que tem astigmatismo, mas quer confirmar, existe a opção de fazer testes de astigmatismo online.

E para fazer esse teste é muito simples. Você vai precisar se sentar a 1 metro de distância da tela do dispositivo. Depois, você vai cobrir um dos olhos com a palma da sua mão. O que você vai analisar é um diagrama que parece um meio círculo com vários raios e em posições diferentes. Mas atenção: esse teste não substitui a necessidade de realizar um exame completo com o oftalmologista.

astigmatismo

Um dos testes online de astigmatismo que existem. Clique aqui para fazer um teste de visão online, confiável e gratuito, desenvolvido pelo time de especialistas da Lenscope.

Entendendo a receita de astigmatismo

É na sua receita de óculos de grau que você descobre qual é o seu grau de astigmatismo. Para isso, é só observar se o campo “cilíndrico” ou “grau cilíndrico” (CIL) está preenchido. Mas, de forma resumida, existem 3 colunas principais na receita de óculos:

  • Grau cilíndrico – indica que você tem astigmatismo, caso esteja preenchido;
  • Grau esférico – indica miopia ou hipermetropia;
  • Eixo: – indica a posição do astigmatismo em sua visão que varia de 0 a 180 graus.

Ou seja, se o grau cilíndrico estiver preenchido, obrigatoriamente o eixo também deve ser informado. Veja a seguir um exemplo de receita de óculos indicando que o paciente tem astigmatismo:

astigmatismo

Exemplo de receita de óculos indicando astigmatismo e miopia em ambos os olhos.

Tratamentos para astigmatismo

Resta saber agora quais são os tratamentos mais indicados para o astigmatismo, certo? O mais comum e que apresenta ótimos resultados é o uso de óculos de grau. Mas existem casos em que a cirurgia refrativa pode ser ideal, por isso, vamos te explicar sobre cada opção!

Lentes para astigmatismo 

O uso de lentes cilíndricas é um dos tratamentos mais comuns e permite tratar tanto baixo quanto alto grau desse problema de visão. Além disso, existem diferentes tipos de lentes para astigmatismo e vamos mostrar cada uma delas.

Entenda mais sobre lentes para miopia e astigmatismo.

Lentes para baixo ou médio grau

Se você tem baixo grau de astigmatismo, a Lente CR-39 ou Orma® pode atender de forma satisfatória o seu problema. Elas são as mais baratas entre todas as opções. No entanto, apresentam desvantagens. Por exemplo, por serem lentes de preços bastante em conta nem sempre acompanham tratamentos essenciais, como antirreflexo ou antirrisco.

E outro ponto é que o índice de refração dela é baixo, portanto, para médio grau ela já não seria indicada, uma vez que as chances de lentes mais grossas são maiores. Para médio grau, as lentes de policarbonato são ideias! Elas já têm índice de refração maior (1.58 e 1.59) e indicadas se você possui até 4 graus de miopia (ou hipermetropia) e até 2 graus de astigmatismo.

Além disso, o policarbonato é conhecido por ser um material altamente resistente contra impactos ou quedas, contribuindo para a durabilidade do óculos. 

Conheça as Lentes Lenscope Poli 1.59

Lentes para alto grau

Agora, se você tem alto grau de astigmatismo, você precisa de uma lente com índice de refração superior a 1.59. Isso porque quanto maior o índice, mais finas as lentes são. Neste caso, existem as lentes com índice de refração, 1.67, 1.74 e 1.76.

As lentes com índice de refração 1.67 são mais finas e utilizadas por aqueles que possuem mais de 4 graus de miopia (ou hipermetropia), ou mais de 2 graus de astigmatismo.

As lentes de índice 1.74 são muito procuradas por quem possui a partir de 6 ou 7 graus de miopia (ou hipermetropia) e mais de 2 graus de astigmatismo, porém, são muitas vezes inacessíveis (podem chegar ao valor de R$2.000).

Já as lentes de índice 1.76 são as lentes de resina mais finas do mundo! Além de terem alto índice de refração, favorecendo o aspecto de lentes finas, são fabricadas em resina, um material leve e altamente resistente. Um fator exclusivo sobre elas é que são produzidas no Japão, e vendidas exclusivamente pela internet, aqui na Lenscope.

Conheça as Lentes Tokai 1.76

Veja abaixo como é a espessura de diferentes tipos de lentes para óculos para astigmatismo.

lentes para astigmatismo

Comparação entre os diferentes materiais de lentes para óculos disponíveis para corrigir astigmatismo

Preço de lente para astigmatismo

As lentes para até dois graus de astigmatismo costumam custar menos. Afinal, mesmo que tenham um índice de refração baixo, elas acabam não ficando grossas, já que o grau não é alto. A média de preço delas dependendo do material é de R$ 150,00 à R$ 200,00.

Quando falamos de lentes para astigmatismo para mais de 2 graus, falamos de um alto grau de astigmatismo. Por isso, quanto maior o índice de refração, mais fina será a lente. Porém, lentes com índice de refração maior custam mais. O preço pode variar de R$1000,00 até R$ 2500,00.

Atente-se também aos tratamentos nas lentes. Afinal óticas tendem a cobrar separadamente por cada um. Lembrando que aqui na Lenscope, todas as lentes já possuem tratamentos antirrisco, antirreflexo e proteção UV.

Para saber mais sobre preços, leia o artigo sobre preço de lente para astigmatismo.

Lentes de contato para astigmatismo

Quando o assunto são lentes de contato, as mais procuradas são as gelatinosas. Mas também existem as rígidas. As lentes de contato atuam da mesma forma que os óculos, mas são mais trabalhosas pois exigem uma higienização diária adequada e troca periódica para evitar infecções oculares.

As gelatinosas para correção do astigmatismo são chamadas de lentes tóricas, isso porque apresentam um grau em um eixo visual e outro grau no eixo perpendicular. Já nas lentes de contato rígidas, esta encosta na córnea, tornando sua superfície redonda novamente (somente quando em contato com o olho).

Cirurgia para astigmatismo: entenda como é e quando é indicada

Praticamente qualquer pessoa que tenha entre 1 e 6 graus de astigmatismo pode realizar a cirurgia, porém, por conta da curvatura e espessura da córnea, o procedimento não é recomendado para pacientes com grau acima de 6. 

A cirurgia mais comum para tratar o astigmatismo é conhecida como cirurgia refrativa e é um procedimento à laser feito para moldar a córnea em formato esférico.  

A técnica mais comum é a LASIK, que consiste em corrigir a curvatura para que a luz seja focada diretamente na retina. Primeiro o cirurgião faz um pequeno corte no olho, retira uma parte do tecido da córnea e, com o laser, altera seu formato. Trata-se de uma cirurgia simples, sem dor e muito rápida. No entanto, apesar de segura, a LASIK oferece alguns riscos e cuidados, assim como qualquer intervenção cirúrgica. 

Além da LASIK existem outros tipos de cirurgia, por exemplo:

  • Ceratectomia fotorrefrativa (PRK) – Nesse procedimento o médico remove camadas externas da célula da córnea, remodelando a curvatura dessa parte do olho com laser. É ideal para quem possui córneas muito finas.
  • Extração de lentícula de pequena incisão (SM
    ILE) – O cirurgião usa o laser para moldar um pedaço em forma de disco da córnea, abaixo da superfície do olho. É indicada para casos de astigmatismo leve com miopia.
  • Correção de astigmatismo com cirurgia de catarata- É mais indicado para pessoas idosas com astigmatismo e que apresentem a formação da catarata no cristalino do olho. Basicamente, o cirurgião remove a lente turva que causa a catarata e substitui por lentes artificiais, por exemplo lentes intraoculares tóricas

Prós da cirurgia

O maior benefício da cirurgia é que ela é capaz de tratar e corrigir o astigmatismo por completo, chegando a curar esse problema de visão e os efeitos positivos são percebidos imediatamente após a cirurgia.

Riscos e complicações da cirurgia

Depois da cirurgia, é comum os olhos ficarem secos e a visão um pouco turva. Geralmente este efeito dura somente nos primeiros dias do pós-operatório, mas em alguns casos pode ser agravado.

Também é possível que o desvio não seja totalmente corrigido e ainda seja necessário usar óculos ou lentes de contato após a cirurgia. Outro risco da LASIK é que durante a recuperação os olhos podem infeccionar. Como a estrutura ocular fica mais vulnerável, é preciso seguir todos os cuidados de higienização para evitar possíveis infecções.

Apesar de extremamente rara, também existe a possibilidade da cirurgia ser mal executada e causar a degeneração da córnea. Nesse caso, o paciente poderá desenvolver astigmatismo irregular e ceratocone.

Óculos para astigmatismo

Se você for tratar o seu astigmatismo com óculos, é preciso ter atenção a alguns detalhes que vão influenciar em um resultado de óculos com lentes mais finas!

Por isso escolher a armação do óculos ideal para astigmatismo é fundamental! Caso você tenha até 2 graus de astigmatismo, as opções de escolha são mais variadas!

No entanto, nada de exagerar no tamanho, já que armações muito grandes podem influenciar no resultado final negativamente. O que vai determinar se sua armação é maior ou menor é o tamanho do aro. Para quem tem até 2 graus, armações acima de 56mm são consideradas grandes.

Já para quem tem mais de 2 graus de astigmatismo o ideal são armações de aro fechado e bordas mais espessas. Isso porque armações com essas características contribuem para disfarçar a borda de lente que pode ficar evidente. Um detalhe importante é o eixo do grau de astigmatismo que também pode influenciar na espessura final do seu óculos de grau.

O eixo de astigmatismo

O eixo nada mais é que a localização do grau de astigmatismo na córnea do olho e a posição do eixo influencia na espessura das lentes. Isso porque pessoas com eixo entre 0 e 25 graus ou entre 165 e 180 graus, terão resultados com lentes mais grossas na parte superior e inferior do óculos e mais finas nas têmporas (nas laterais das lentes). Inclusive, esse é um dos melhores casos para a estética do óculos. Isso porque geralmente olhamos os óculos lateralmente para verificar a espessura.

quando o eixo é compreendido entre 70º e 110º, ou bem próximo de 90º, a tendência é as lentes fiquem grossas nas têmporas (nas laterais das lentes). Inclusive, isso vale para qualquer tipo de lente utilizada.

Como o eixo do astigmatismo influencia na espessura das lentes

Veja abaixo como a posição do eixo do seu astigmatismo irá refletir na espessura do óculos.

eixo de astigmatismo

Como o grau do eixo influencia na espessura final das lentes do óculos de grau para astigmatismo

Veja o artigo completo sobre eixo do astigmatismo. 

O eixo do astigmatismo muda?

Sim, o eixo do astigmatismo pode mudar. Normalmente, o eixo identificado tende a permanecer inalterado, mas isso não é uma regra. Alguns fatores podem sim causar a mudança no eixo do seu astigmatismo. São eles:

  • Lesões oculares
  • Flacidez palpebral
  • Olho seco
  • Doenças como catarata ou ceratocone.

Entenda neste artigo como o eixo pode mudar. 

Quem tem astigmatismo precisa usar óculos sempre?

Nem sempre, pois em alguns casos o problema de visão pode afetar apenas um olho, enquanto o outro enxerga perfeitamente bem. Entenda neste artigo se quem tem astigmatismo precisa usar óculos sempre.

Astigmatismo com outras doenças

O astigmatismo pode estar associado com outras doenças. Veja a seguir quais são:

Astigmatismo e miopia

É possível ter astigmatismo e miopia juntos, mesmo que sejam problemas distintos. A miopia causa dificuldade para enxergar de longe. Já o astigmatismo causa dificuldade para enxergar tanto de longe quanto de perto. Assim, é possível ter os dois problemas de visão em um mesmo olho, mas é também possível tratar os dois juntos, utilizando óculos de grau ou lentes de contato.

Para casos de graus mais elevados, também é possível corrigir os dois problemas realizando uma cirurgia refrativaA opção mais comum e eficaz para tratamento do Astigmatismo Miópico é a cirurgia LASIK.

Entenda as diferenças entre miopia e astigmatismo.

Astigmatismo e hipermetropia é possível?

Outro problema de visão comum que pode aparecer associado ao astigmatismo é a hipermetropia, que é a dificuldade em enxergar de perto. Aliás,  hipermetropia e astigmatismo juntos são problemas de visão muito comuns de surgirem.  Além disso, você pode corrigir os dois problemas de visão de três formas diferentes:

  • Utilizando óculos de grau
  • Utilizando lentes de contato
  • Cirurgia refrativa (LASIK)

Veja as diferenças entre miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Aproveite e veja as três condições associadas: miopia, hipermetropia e astigmatismo.  

Fotofobia e astigmatismo

O astigmatismo pode desenvolver fotofobia, ou seja, sensibilidade à luz. Esse problema é bastante incômodo e basicamente causa desconforto na visão em ambientes de alta luminosidade ou ao ar livre, em um dia de sol intenso, por exemplo.

Leia sobre astigmatismo e ambliopia juntos.

Miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia: entenda cada uma das condições.

Dúvidas sobre astigmatismo

Existem muitas interrogações que cercam o mundo do astigmatismo, mas vamos sanar dúvidas ou ideias erradas sobre esse problema de visão. Então, dê uma olhada, porque uma das perguntas seguintes pode ser a sua.

Astigmatismo estabiliza?

Geralmente, em jovens com mais de 25 anos o problema de visão pode estabilizar. No entanto, vários fatores vão influenciar isso. Por exemplo, doenças oculares ou conforme envelhecemos, o grau do astigmatismo pode aumentar.

Veja neste artigo se 0,50 de astigmatismo é muito. 

Astigmatismo pode diminuir?

Pode sim, graças à cirurgia refrativa, mais conhecida por cirurgia LASIK, indicada para muitos casos. Entenda mais sobre como o astigmatismo pode diminuir neste artigo.

Astigmatismo é grave?

Não é grave desde que você trate da forma ideal, ou seja, a partir do tratamento indicado pelo seu oftalmologista. Descubra quando astigmatismo pode ser grave. 

Astigmatismo tem cura?

Pode existir a cura para o astigmatismo através da cirurgia refrativa, a LASIK, até mesmo se você tiver alto grauNo entanto, o astigmatismo por si só não tem cura. Saiba mais em nosso vídeo.

É possível prevenir?

Não existe maneira conhecida de prevenir o astigmatismo, mas com o tratamento ideal, você pode reconquistar a qualidade da visão. 

E então, já sabe se você tem astigmatismo? 

Depois da leitura completa, temos certeza de que você sabe muito sobre esse problema de visão tão comum, não é mesmo?

Então, por falar em cuidados com os olhos, nós da Lenscope queremos que você sempre cuide da saúde dos seus. Por isso, somos uma Health Tech que acredita no poder de compartilhar informações sobre a saúde visual, tudo para te ajudar a entender melhor esse universo!

Além disso, estamos empenhados em facilitar o acesso das pessoas às lentes de óculos com qualidade e praticidade, revolucionando o modo como compramos óculos! Afinal, você pode contar com o nosso serviço para fazer as lentes de seus óculos pela internet, sem precisar sair de casa.

Aliás, você pode realizar agora mesmo um orçamento sem compromisso para lentes para astigmatismo para baixo grau (até 4 graus de miopia ou hipermetropia e até 2 graus de astigmatismo) ou para alto grau, com as lentes de resina mais finas do mundo (4 graus de miopia ou hipermetropia com 4 graus de astigmatismo).

astigmatismo

E se você está curioso(a) para ver alguns resultados de óculos para astigmatismo com as Lentes Lenscope: Confira essa seleção e surpreenda!

Atualizado em: 17/08/2021

Navegue pelo nosso artigo

    1. O que é astigmatismo
    2. O que causa o astigmatismo
      1. Hereditariedade
      2. Doença, cirurgia ou lesão ocular
    3. Sintomas de astigmatismo
    4. Quais os tipos de astigmatismo
      1. Astigmatismo regular e irregular
      2. Astigmatismo regular
      3. Astigmatismo irregular
    5. Outros tipos de astigmatismo
      1. Astigmatismo miópico
      2. Astigmatismo hipermetrópico
      3. Astigmatismo misto
    6. Astigmatismo infantil
      1. Causas do astigmatismo infantil
      2. Sintomas do astigmatismo infantil
    7. Como é a visão de quem tem astigmatismo
    8. Diferentes graus de astigmatismo
      1. Astigmatismo baixo ou médio
      2. 2 graus de astigmatismo é muito?
      3. Astigmatismo alto
    9. Astigmatismo alto
    10. Como diagnosticar astigmatismo
      1. Prepare-se para a consulta
      2. Teste de astigmatismo
      3. Teste online de astigmatismo
      4. Entendendo a receita de astigmatismo
    11. Tratamentos para astigmatismo
      1. Lentes para astigmatismo
      2. Lentes para baixo ou médio grau
      3. Lentes para alto grau
      4. Lentes de contato para astigmatismo
      5. Cirurgia para astigmatismo
      6. Prós da cirurgia
      7. Riscos e complicações da cirurgia
    12. Óculos para astigmatismo
    13. Quem tem astigmatismo precisa usar óculos?
    14. Astigmatismo com outras doenças
      1. Astigmatismo e miopia
      2. Astigmatismo e hipermetropia é possível?
      3. Fotofobia e astigmatismo
    15. Dúvidas sobre astigmatismo

Fontes:

Aao.org

Mayoclinic.org

Healthline.com

News-medical.net

Allaboutvision.com

Webmd.com

Allaboutvision.com

Aao.org

Medicinenet.com

Mayoclinic.org

Webmd.com

Allaboutvision.com

Webmd.com

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lenscope

Somos uma Health Tech que faz uso do que há de mais moderno na tecnologia para transformar a jornada de compra de lentes para óculos no Brasil. Com nosso serviço 100% online, você faz as lentes do seu óculos de grau pela internet, sem precisar sair de casa.

E, para nos ajudar a continuar desenvolver tecnologias exclusivas no Brasil e no Mundo, fomos selecionados para o programa Creative Startups da Samsung, além de fazer parte do Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, considerado um dos melhores hospitais da América Latina. Também fazemos parte da Supera, incubadora da Universidade de São Paulo (USP/FM-RP) e do Cubo Itaú, um dos principais ecossistemas de startups do Brasil.

Conte com a gente para ver e se sentir bem.

Loading comments...